Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bahia amplia capacidade máxima de público em eventos; entenda

Agora, na Bahia, os eventos poderão contar com até duas mil pessoas. Veja quais eventos são permitidos.

Na edição do último sábado, 30 de outubro de 2021, do Diário Oficial do Estado da Bahia, foi divulgada a atualização do decreto que determina as especificações para realização de eventos com a presença de público no estado. O governo da Bahia liberou eventos com até duas mil pessoas.

Anteriormente, havia sido mantido os eventos e atividades que tivessem até 1,2 mil pessoas, incluindo aqueles com vendas de ingressos. Para todos os eventos, no entanto, o governo recomendou as medidas de segurança em relação à COVID-19.

Bahia amplia capacidade público em eventos

Para a retomada, de forma gradativa das atividades, no entanto, é preciso que todos os envolvidos nos eventos comprovem ter tomado as duas vacinas ou dose única contra a COVID-19.

Além disso, é preciso apresentar a carteira de vacinação com registro da imunização ou o certificado obtido por meio do aplicativo ‘Conecte SUS’, do Ministério da Saúde. Os protocolos também deverão ser respeitos, com o distanciamento social e uso de máscaras.

Na Bahia, pode ser realizadas cerimônias de casamento, solenidades de formatura, eventos urbanos e rurais em logradouros públicos ou privados, circos, museus, teatros, parques de exposições, feiras, passeatas, funcionamento de zoológicos e programações no parque de diversões.

Torcida nos estádios

Os torcedores poderão continuar comparecendo aos jogos de futebol. Na última quarta-feira (27/10), o governo do estado ampliou o limite de ocupação dos estádio, que antes era de 30% e agora é de 50%.

Para isso, no entanto, o torcedor que comparecer ao estádio deverá comprovar sua imunização completa, com a apresentação do cartão de vacinação ou do Certificado Covid, emitido pelo aplicativo ‘Conecte SUS’, do Ministério da Saúde.

Além disso, o respeito aos protocolos sanitários seguem obrigatórios, com o uso de máscaras e distanciamento social. A venda de bebidas alcoólicas segue proibida.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais