Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bahia deverá ficar sem carnaval no ano que vem; entenda

Rui ainda destacou que promoverá reuniões com prefeituras do interior onde existe agenda para o carnaval para discutir alternativas.

Nesta quinta-feira (23/12), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou, através de entrevista coletiva, que se tornou impossível a realização do carnaval no estado em 2022. Ele esteve presente na inauguração do Hospital Geral Roberto Santos, onde comentou sobre a impossibilidade da realização do evento carnavalesco.

O governador se referiu às duas ondas de COVID-19 e o retorno no aumento de casos nas últimas semanas. O estado ainda enfrenta uma onda de gripes provocadas pela variante da Influenza H3N2. O chefe do executivo estadual ainda ressaltou que falar em carnaval nestas circunstâncias é “brincar com a vida do outro” e, segundo ele, não está nesse grupo.

A Influenza já registrou duas mortes na capital baiana. Rui ainda destacou que promoverá reuniões com prefeituras do interior onde existe agenda para o carnaval para discutir alternativas. Nesta semana, o governador assinou um novo decreto em que aumenta o número de pessoas em eventos.

Os eventos com até 5 mil pessoas estão liberados pelo governo do estado. O evento do carnaval na Bahia chega a aglomerar até 3 milhões de pessoas e, para o governador, já exige-se cautela com 5 mil pessoas, imagine com esse número. Falando em números da vacinação, Rui Costa destacou que cerca de 1 milhão de vacinas seguem atrasadas no estado.

A perspectiva é de que, de fato, não ocorra o carnaval no estado mais uma vez em decorrência do vírus da COVID-19 e do surto de gripe Influenza. Com a variante Ômicron se espalhando de forma rápida, vários países acenderam o alerta vermelho. A Bahia já registrou 1.264.804 de casos com 27.458 mortes.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais