Tudo Bahia
Portal de Notícias

72 cidades da Bahia estão em situação de emergência; entenda

Devido aos impactos das chuvas e alagamentos, o governador Rui Costa (PT) já decretou estado de emergência em 72 cidades do estado. 

As chuvas constantes no estado da Bahia já causaram prejuízos incomensuráveis. Cidades da região Sul do estado são as que mais sofreram com as chuvas. O governador Rui Costa (PT) já decretou estado de emergência em 72 cidades do estado.

Essas chuvas não causaram somente estragos, mas também já provocaram a morte de 18 pessoas, de acordo com dados atualizados pelo estado. O governo federal enviou recursos para as cidades afetadas e, com o decreto de situação de emergência do governador, as cidades terão mais flexibilidade diante dessa situação.

As primeiras cidades a sofrerem com a situação das chuvas estão situadas na região Sul, como Teixeira de Freitas, Itamaraju, Porto Seguro, Medeiros Neto e outras. Como o volume de chuvas aumentou nos últimos dias e se estendeu por mais partes do estado, agora a situação se torna mais complicada.

As chuvas já atingiram o Extremo-Sul e diversas cidades do sudoeste e oeste do estado. Cidades do oeste da Bahia, que ainda não haviam apresentado problemas, tais como Barreiras e Santa Maria da Vitória, já apresentam prejuízos e desabrigados devido às chuvas deste último final de semana.

O governo estima que mais de 430 mil pessoas foram diretamente afetadas pelas chuvas na Bahia. De acordo com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), o número de desabrigados e desalojados subiu significativamente nas últimas 48h. O número de desabrigados ultrapassa a casa dos 16 mil e desalojados chegam a mais de 19 mil.

O Ministério da Saúde já enviou médicos para as regiões afetadas. Ainda existe um significativo número de aeronaves, policiais militares e bombeiros ajudando no resgate de famílias ilhadas. A lista de cidades que estão em situação de emergência é a seguinte:

  • Anagé, Angical, Arataca, Aurelino Leal, Barra do Choça, Belo Campo, Brejolândia, Caatiba, Caetanos, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Cotegipe, Dário Meira, Firmino Alves, Floresta Azul, Gandu, Governador Mangabeira, Ibicaraí, Ibipeba, Igrapiúna, Iguaí, Ipiaú, Itabuna, Itaju do Colônia, Itapé, Itapetinga, Itapitanga, Itaquara, Itororó, Jequié, Jussiape, Lafaiete Coutinho, Manoel Vitorino, Marcionílio Souza, Milagres, Pau Brasil, Poções, Santanópolis, Santa Inês, Sapeaçu, Ubaíra, Ubatã, Uruçuca, Valença, Vitória da Conquista, Wanderley, Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Encruzilhada, Guaratinga, Ibicuí, Ibirapuã, Ilhéus, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Jucuruçu, Lajedão, Macarani, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas e Vereda.

Previsão de chuva para a Bahia

O estado segue em alerta de chuvas fortes e possibilidade de alagamentos nesta última semana do ano. As previsões são de chuvas até a primeira semana de janeiro de 2022. Os dados são da Agência ClimaTempo que apontam chuvas constantes e volumosas em todo o estado.

A capital Salvador marcou dados históricos, tendo os maiores volumes de chuvas das últimas décadas. Várias cidades da Bahia registraram, em um dia, volumes de 150 a 200mm.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais