Tudo Bahia
Portal de Notícias

Bolsonaro pretende editar MP para garantir R$ 200 milhões à Bahia

Com a medida, o governo poderá iniciar, por exemplo, as obras de recuperação de estradas. Saiba mais detalhes.

A situação da Bahia diante das chuvas tem sido preocupante devido ao número de desabrigados, desalojados e o aumento de mortes. Por isso, o presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou que está editando uma Medida Provisória em que destina R$ 200 milhões para ajudar o estado a socorrer as famílias que estão desabrigadas e, também, no enfrentamento dos estragos causados pelas chuvas dos últimos dias.

O presidente ressaltou que a MP terá vigência no início de 2022, ou seja, semana que vem em diante. Ainda não foi explicado como deverá ser utilizado o recurso que será enviado ao estado. Com a medida, o governo poderá iniciar, por exemplo, as obras de recuperação de estradas.

Atualmente, várias cidades estão isoladas por conta de estragos em rodovias no estado, inclusive, em outras regiões como a Oeste, por exemplo. De acordo com dados atualizados, os temporais já atingiram 116 municípios em todo o estado e resultaram em 358 feridos e deixaram entre desabrigados e desalojados mais de 62 mil pessoas.

O número de mortos já passa de 20, sendo que um último foi confirmado na manhã desta terça-feira (28) no oeste do estado, na cidade de Santa Maria da Vitória. O número de municípios que decretaram estado de emergência já chega a 100.

Durante a entrevista em que citou os temporais na Bahia, o presidente ainda destacou que a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para pessoas que são vítimas de calamidades, tais como temporais e alagamentos, é outra ferramenta disponibilizada para ajudar no auxílio a essas pessoas.

As chuvas continuam em todo o estado e com previsão para os próximos dias. A maior concentração no volume de chuvas, agora, está na região Oeste e Sudoeste do estado.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais