Tudo Bahia
Portal de Notícias

Na Via Láctea, buraco negro está vazando substâncias, informa NASA

A informação contraria a ideia, já muito difundida, de que a região estaria adormecida. Saiba mais detalhes.

A Agência Espacial Americana (NASA) informou, em seu site, que o buraco negro supermassivo localizado no centro da Via Láctea, nossa galáxia, está disparando jatos de hidrogênio e outras substâncias. A informação vai na contramão da ideia, já muito difundida, de que a região estaria adormecida.

Segundo a NASA, o buraco negro da Via Láctea, conhecido como Sagitário A* (Sgr A*) e formado por uma massa de 4,1 milhões de “Sóis”, não é exatamente um monstro em hibernação. Até porque ele apresenta com certa periocidade “soluços”, na medida em que gases, estrelas e nuvens caem dentro dele.

O fenômeno foi observado pelo telescópio espacial Hubble da NASA que, embora não tenha conseguido captar diretamente a imagem dos jatos, ajudou a evidenciar uma nuvem brilhante de hidrogênio perto do buraco negro, que foi atingida por uma explosão massiva.

Acredita-se que a explosão diga respeito a um jato de material que ocasionalmente é lançado para o espaço. Isso assim que materiais, como nuvens de gás próximas, caem no buraco negro supermassivo. O jato, à medida que se afasta do buraco negro, colide com a nuvem de hidrogênio e interage com o gás de uma forma capaz de criar vários fluxos de bolhas em expansão.

Elas podem se estender por cerca de 500 anos-luz para o halo galáctico. Imagens do telescópio Hubble revelaram ainda que a explosão ocorrida próximo ao buraco negro da Via Láctea foi tão poderosa que foi capaz de iluminar uma estrutura gasosa, chamada Corrente de Magalhães, localizada a 200 mil anos-luz do centro galáctico.

O que é o buraco negro?

O buraco negro é considerado a força mais poderosa do universo, juntamente com as estrelas de nêutrons. Ele surge a partir de explosões de supernovas – a fase final na vida de uma estrela. Sua capacidade gravitacional é tão grande que nem a luz consegue lhe escapar.

Com essa capacidade gravitacional, os buracos negros conseguem atrair todo tipo de material, desde nuvens de gás, estrelas, poeira cósmica e até mesmo planetas. E, ocasionalmente, acontece a dispersão desses materiais em forma de jatos de diversos tipos, que são expelidos como um sopro a partir da imensa força dos seus campos magnéticos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais