Tudo Bahia
Portal de Notícias

São Paulo antecipa aplicação da segunda dose da Pfizer

O estado de São Paulo antecipou a aplicação da segunda dose da Pfizer. Mudança vale a partir de quinta-feira (21/10) na capital.

A vacinação de COVID-19 será acelerada no estado de São Paulo. Isso foi o que informou o governo estadual, nesta segunda-feira (18), com a antecipação de oito semanas para 21 dias o intervalo da segunda dose da vacina Pfizer em adultos (acima de 18 anos).

De acordo com dados do governo de SP, a medida vai beneficiar 2 milhões de pessoas que receberam a primeira dose. Elas poderão concluir seu esquema vacinal em cinco semanas antes do prazo anteriormente estabelecido.

SP antecipa aplicação da segunda dose da Pfizer

A antecipação será realizada de acordo com a disponibilidade de mais doses pelo Ministério da Saúde. Na cidade de São Paulo, por exemplo, começará na quinta-feira, 21 de outubro de 2021, a adotar o intervalo de 21 dias entre as doses da vacina da Pfizer.

É importante lembrar que esse intervalo de 21 dias é o indicado na bula do imunizante. No Brasil esse intervalo foi estendido, pois não havia doses suficientes para uma ampla imunização.

Essa estratégia foi definida com base no Plano Estadual de Imunização e começou a valer nesta terça-feira, 19 de outubro de 2021, pelos 645 municípios do estado de São Paulo. Com objetivo de reforçar orientações à população sobre as novidades, a Secretaria de Estado da Saúde e a Prodesp vão enviar mensagens de texto (SMS) e e-mail informando aos munícipes.

Dessa forma, caso o cidadão tenha tomado a primeira dose a, no mínimo, 21 dias, poderá procurar o órgão competente da cidade e, havendo disponibilidade da vacina, poderá receber a segunda dose. O objetivo da medida no estado de São Paulo é garantir um sistema de vacinação completa para a maior parte dos cidadãos.

É importante destacar que a vacinação de adolescentes seguirá com intervalo de oito semanas, e o cronograma poderá ser alterado conforme números de avanço da imunização em adultos e a aquisição de mais vacinas.

Para mais informações, procure a Prefeitura e Secretaria de Saúde do seu município.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais