Tudo Bahia
Portal de Notícias

WhatsApp bane de vez algumas pessoas que usavam a versão do “GB”

Confira aqui se é verdade que alguns usuários poderão perder seus números do Whats por usarem esse aplicativo.

O WhatsApp é o aplicativo de mensagem mais popular do mundo, com mais de 1,2 bilhão de usuários. Isso faz dele uma importante ferramenta de relacionamento interpessoal, seja para trabalhar, namorar ou simplesmente conversar com parentes e amigos.

Toda essa popularidade também levou diversas empresas a lançarem versões não oficiais do aplicativo, que traziam algumas funcionalidades extras. Um dos exemplos mais populares é o GB WhatsApp.

Essa popularidade deve diminuir muito com a recente onda de banimento de usuários que utilizavam a versão GB, realizados pela Meta (empresa que administra o mensageiro).

Por que realizaram os banimentos?

Pois os termos de serviço do aplicativo vedam a criação e utilização de qualquer outro serviço que desempenhe a mesma função do WhatsApp.

Assim, tanto quem desenvolveu, quanto quem utiliza essas versões estão quebrando um contrato e podem ter seus acessos suspensos ou encerrados, a qualquer momento.

Uso a versão GB e nunca sofri nenhuma consequência

Isso foi apenas por sorte, então o melhor é aproveitar que ainda tem total acesso à sua conta e passar a usar a versão original do mensageiro.

Fui banido, e agora?

Essa medida nem sempre é permanente, por isso o primeiro passo deve ser tentar baixar o aplicativo original e logar normalmente. Caso consiga, pode ficar tranquilo e continuar usando o WhatsApp padrão.

Por outro lado, se já houve diversas violações dos termos realizadas por sua conta, a Meta pode ter banido seu número definitivamente. Nessa situação, não será mais possível utilizar o mensageiro, nem recuperar as mensagens e grupos que um dia você teve acesso.

Mesmo com esses banimentos, a versão GB continua ativa. Entretanto, as medidas de repressão da Meta estão tornando seu uso cada vez mais arriscado, principalmente para aquelas pessoas que utilizam o WhatsApp como meio de trabalho.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais