Tudo Bahia
Portal de Notícias

Governantes irão discutir retorno de aulas presenciais na Bahia

Prefeito de Salvador e Governador do Estado irão se reunir, ainda nesta semana, para discutir sobre o retorno de aulas presenciais na Bahia.

Nesta terça-feira, 5 de janeiro de 2021, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), disse durante coletiva de imprensa que se reunirá em breve com o Governador da Bahia, Rui Costa (PT), para discutir o retorno das aulas presenciais na capital.

O Governo do Estado recentemente prorrogou o decreto que suspende as aulas na Bahia. “Estou na expectativa de um encontro com o governador, que deve ocorrer nesta semana. Vamos tratar de alguns assuntos de interesse da cidade, em especial a retomada da educação. Preciso entender o que ele está pensando”, comunicou o prefeito.

Retorno de aulas presenciais na Bahia

Antes da coletiva, o Governo da Bahia havia publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), também nesta terça-feira (05/01), que a suspensão das aulas presenciais vai pelo menos até o dia 15 de janeiro.

Segundo o prefeito de Salvador, o chefe da Casa Civil municipal, Luiz Carrera, já iniciou a discussão sobre o retorno das aulas com Walter Pinheiro, secretário de Planejamento do Estado. Mas tudo vai depender dos números pandemia de COVID-19.

Bruno Reis disse que “as notícias não são boas. Vários países retomando o lockdown, no Amazonas os números estão acima da primeira onda, São Paulo já tem 100% de ocupação de leitos municipais”.

E continuou: “hoje acordamos com 64% de ocupação dos leitos de UTI, mas ontem houve pressão nas UPAS. É importante a população seguir ajudando e mantendo a consciência de que estamos próximos de uma solução definitiva que é a vacina”.

Decreto de suspensão

O decreto de nº 19.586/2020, que suspende as aulas presenciais da rede pública na Bahia, foi prorrogado pelo Governo da Bahia até o dia 15 de janeiro de 2021. O documento diz respeito também à proibição de atividades com público superior a 200 pessoas.

Ou seja, passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos também estão proibidos. Shows e festas, sejam elas públicas ou privadas, também não têm permissão legal para acontecerem, independente do número de pessoas nos locais.

Cerimônias solenes – como casamentos e formaturas – podem acontecer desde que respeitem o número máximo de 200 convidados. Após o dia 15 de janeiro, o Governo da Bahia irá reavaliar o cenário e verificar se existe necessidade de nova prorrogação da proibição.

As aulas presenciais nas escolas públicas do estado estão suspensas desde o mês de março de 2020. Por enquanto, os estudantes e professores tiveram que se adequar ao Ensino à Distância (EaD). O Governo da Bahia ainda manteve a decisão de deixar seus servidores com mais de 60 anos em isolamento.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais