Tudo Bahia
Portal de Notícias

Empresa prevê investir cerca de R$ 8 bilhões em parques eólicos na Bahia

A empresa Casa dos Ventos pretende investir cerca de R$ 8,646 bilhões em parques eólicos na Bahia. Entenda os detalhes.

Uma excelente notícia sobre parques eólicos na Bahia foi recebida com entusiasmo pelo governo do estado nesta quarta-feira (14), sendo rapidamente divulgada através do Portal Oficial do Estado. A empresa Casa dos Ventos pretende investir cerca de R$ 8,646 bilhões em quatro municípios do estado e já assinou, inclusive, os protocolos de investimento.

A assinatura do protocolo foi confirmada através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável pelos trâmites em parceria com a empresa. De acordo com a Revista Exame Invest, a corporação possui em seus planejamentos negociar, em dois anos, cerca de 16 bilhões, considerando, portanto, boa parte dos investimentos na Bahia.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal, pontuou que o governo estadual com essa ação busca, através do investimento em cidades do interior, descentralizar os investimentos na capital e expandir para outras regiões do estado. Desta forma, os municípios possuirão mais investimentos internos e poderá gerar mais empregos.

Ao todo serão empregados somente no processo de instalação dos aerogeradores mais de 10 mil novos empregos. No período de geração, poderão ser engendrados 52 empregos diretos nos respectivos parques eólicos. Os municípios que estão previstos para receberem os parques nos próximos três anos são Casa Nova, Morro do Chapéu, Macururé e Várzea Nova.

Em entrevista ao canal independente do YouTube “Espaço Cidadão”, pertencente ao jornalista Robson Carvalho, o governador Rui Costa (PT) falou de forma entusiasmada sobre o investimento nos parques eólicos na Bahia, bem como o uso de energia solar.

Diretor de desenvolvimento da empresa Casa dos Ventos, Clécio Eloy, após a assinatura, concedeu entrevista à imprensa oficial do estado. “Hoje assinamos protocolos de intenções que eu diria que, muito mais que intenção, é uma decisão de investimento, inclusive com a primeira obra começando agora em setembro deste ano, em Morro do Chapéu. Estamos falando de mais de oito bilhões nos próximos três anos”, disse.

Parques eólicos na Bahia e energias renováveis

A liderança nacional nos investimentos na geração de energia eólica é da Bahia. O estado ainda ocupa a segunda colocação em um ranking que aponta os cinco estados com maior investimento em energia solar. Esses dados foram divulgados em junho deste ano pelo Informe Executivo de Energias Renováveis da SDE. Esses investimentos, incluindo parques eólicos na Bahia, somam R$ 30,9 bilhões no estado.

São 196 parques eólicos em operação na Bahia, gerando 4.974 Megawatt (MW) de capacidade instalada. Isso remete a uma geração de 1.402 Gigawatt-hora (GWh) por mês. Esses números refletidos de forma prática, significam que aproximadamente 11 milhões de residências no estado são alcançadas, deste modo, uma população de 35 milhões de baianos são atendidos.

Sobre a Casa dos Ventos

Desde 2007, quando foi fundada pelo engenheiro que fabricava carros, Carlos Araripe, a empresa focou na energia renovável. Atualmente, é a pioneira e principal investidora no mercado deste tipo de energia. A Casa dos Ventos diversificou seus investimentos na área e agregou ativos de fonte eólica e solar, sendo, igualmente, detentora de uma central hidrelétrica.

No Brasil, os projetos que atualmente foram construídos ou apenas operados pela empresa somam um total de 2.645 MW. A marca está presente no Complexo Folha Larga Sul, no município baiano de Campo Formoso, com uma potência instalada de 151,2 MW. O complexo foi formado a partir da política estratégica da Vale, que busca ter 100% de sua energia renovável.

Lucas Araripe é o herdeiro do fundador e atua nas relações de novos negócios da empresa. Em entrevista ao podcast ESG de A a Z, da revista Exame, ele comparou a Casa dos Ventos como a “Itaipú dos Ventos”, fazendo alusão à maior usina hidrelétrica do país.

Ainda afirmou que “não existe outro lugar do mundo que tenha ventos como o Brasil” e que o país poderia aproveitar melhor seu potencial em energia renovável.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais