Tudo Bahia
Portal de Notícias

Auxílio emergencial: 7ª parcela começa a ser paga hoje (19/10)

Nesta segunda-feira (19), a Caixa Econômica Federal (CEF) começará a pagar a sétima parcela do auxílio emergencial. Essa parcela será a segunda de R$ 300, que será inicialmente paga aos beneficiários do Bolsa Família. A 7ª parcela começa a ser paga hoje!

O pagamento da sétima parcela do auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família será feito, ao todo, para 16,3 milhões de brasileiros. Esse grupo segue o calendário de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS), do 1 ao 0. O calendário começa dia 19 de outubro e segue até 30 do mesmo mês.

Além disso, também receberá o pagamento do auxílio emergencial quem está no ciclo 2 e 3 do programa. As novas liberações dos referentes ciclos acontecem de terça-feira (20) e quinta-feira (22). No ciclo 2, haverá liberação de saques e transferências. Já no ciclo 3 serão liberados depósitos. Sendo assim, para estes casos, os beneficiários deverão aguardar uma segunda data para fazer o saque em espécie ou transferência.

7ª parcela começa a ser paga, confira calendário!

Veja abaixo o calendário da sétima parcela do auxílio emergencial, a segunda da prorrogação de R$ 300, aos beneficiários do Bolsa Família.

  • 19 de outubro: NIS terminado em 1;
  • 20 de outubro: NIS terminado em 2;
  • 21 de outubro: NIS terminado em 3;
  • 22 de outubro: NIS terminado em 4;
  • 23 de outubro: NIS terminado em 5;
  • 26 de outubro: NIS terminado em 6;
  • 27 de outubro: NIS terminado em 7;
  • 28 de outubro: NIS terminado em 8;
  • 29 de outubro: NIS terminado em 9;
  • 30 de outubro: NIS terminado em 0.

Prorrogação do auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro anunciou no início do mês de setembro a prorrogação do auxílio emergencial por mais quatro meses. O valor do benefício, no entanto, reduziu pela metade. Agora, as parcelas são de R$ 300 cada.

MP (medida provisória) nº1000/2020, que ampliou o auxílio emergencial, estabeleceu, ainda, novos critérios, mais rígidos, para definir qual trabalhador continuará a ser beneficiário do programa e qual será excluído. Saiba aqui quais são esses novos critérios.

O auxílio emergencial foi instituído pelo Governo Federal em abril deste ano para conter os efeitos da pandemia sobre a população mais pobre e os trabalhadores informais, com o valor inicial de R$ 600 mensal, sendo o dobro para as mães que são chefes de família.

Sobre o auxílio emergencial

O auxílio emergencial de R$ 600,00, agora de R$ 300,00, é um benefício financeiro concedido pelo governo federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem o objetivo de proteger essas categorias afetadas pela crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID-19.

Quem já é cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico) ou é beneficiário do Bolsa Família, receberá o benefício automaticamente sem precisar se cadastrar. Para as demais categorias é necessário solicitar o auxílio e que seja aprovado.

Para mais informações consulte o site da Caixa Econômica Federal.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais