Tudo Bahia
Portal de Notícias

43% dos cursos de faculdades particulares têm nota ruim no Enade

O Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira divulgou, nesta terça-feira (20/10), que 43% dos cursos de faculdades particulares avaliados no último Enade tiveram nota ruim. O Inep, que é responsável pelo Enem, também faz o Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes. O último foi realizado antes da pandemia de COVID-19, ainda em 2019.

Diferente das instituições particulares, nas universidades federais a taxa foi de apenas 5,3% em notas baixa e nas estaduais a taxa foi de 11,3%. O indicador é feito a partir do desempenho dos estudantes no Enade, que é feito com alunos que estão entrando e concluindo seus cursos superiores.

Conceito Enade

Dentro do chamado Conceito Enade existe uma escala que vai de 1 a 5 para a avaliação dos cursos. Os que se encaixam nas faixas 1 e 2 são considerados ruins e ficam abaixo da média da avaliação. Para a avaliação feita este ano, alunos de 8.188 cursos tanto de instituições públicas como de privadas foram analisados.

Em 2019, 2.691 cursos de faculdades particulares avaliados no Enade tiveram o desempenho considerado baixo (com notas entre 1 e 2). Na ocasião 6.191 cursos estavam sendo analisados, ou seja as notas baixas ficaram em 43,5%. Alcançaram o conceito 3, 41,7% dos cursos de instituições privadas, 13,4 % chegaram ao conceito 4 e somente 1,5% chegou na nota 5.

Em fala sobre o Enade, o ministro da educação, Milton Ribeiro, falou que o principal objetivo de sua gestão é a melhoria na qualidade de cursos no ensino superior no Brasil. “Acho que agora está na hora de pararmos um pouco e pensarmos na qualidade. Não é possível os valores de orçamento do MEC e a qualidade que temos na educação brasileira. Temos que tomar atitude. Na minha gestão, espero lançar alguma semente para que isso possa ser feito. Não podemos pensar em quantidade de maneira desequilibrada, precisamos focar em qualidade”, afirmou o ministro.

Ainda segundo o ministro, a equipe do Ministério da Educação vai fazer o que for preciso para “suspender, credenciar ou descredenciar” instituições de ensino que não foquem na qualidade. Ele finalizou sua breve fala dizendo que o foco do ministério agora é a qualidade do ensino.

Instituições públicas

Cerca de 20% dos cursos das instituições públicas avaliadas no último Enade tiveram nota 5. Somente nas universidades federais, esse número sobe para 24%. Mas, a maior parte dos cursos ficou com conceito 4, totalizando 46%. Nos cursos de instituições estaduais, 16,7% alcançaram a nota 5 e 44,6% a nota 4.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, defendeu os cursos de faculdades particulares dizendo que houve uma grande expansão dessas instituições no Brasil. “É preciso trabalhar essa questão relativa da qualidade também. Mas temos instituições privadas que têm boa qualidade”, afirmou.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais