Tudo Bahia
Portal de Notícias

Caixa se recusa a restituir FGTS de vítimas de golpe

De acordo com as informações do jornal Estado de Minas, a Caixa está recusando a ressarcir beneficiários que caíram em golpe no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), com a liberação dos R$ 1.045,00 emergenciais. A instituição bancária vem rejeitando o ressarcimento aos que contestam a retirada irregular de recursos do FGTS. E não há explicações sobre a decisão no comunicado que formaliza a negativa.

Ainda de acordo com os dados informados pelo Jornal, a resposta que a Caixa tem dado individualmente às vítimas é padronizada: “…Informamos que o processo em questão foi finalizado, não indicando ressarcimento ao cliente. (….) Esclarecemos que a conclusão acima decorre da aplicação de critérios técnicos de análise de transações financeiras eletrônicas, que são restritos às áreas de segurança da Caixa e à Polícia Federal, devido ao sigilo desses critérios e para resguardar o sistema bancário”.

Não há mais informações sobre os motivos da negativa em devolver o dinheiro. Nem de qual tem sido o processo adotado pelo banco para avaliar se houve ou não um golpe.

Sobre o golpe no FGTS

O golpe no FGTS Emergencial foi descoberto no mês setembro, quando algumas pessoas foram tentar sacá-lo ou transferi-lo para suas contas. Com isso, ao tentarem utilizar o aplicativo Caixa Tem, descobriram que o CPF já havia sido cadastrado e que os R$ 1.045,00 não estavam mais disponíveis.

Segundo especialistas em segurança digital, o maior problema do cadastro do FGTS Emergencial é que o sistema de confirmação é falho. Em tese por usar dados simples e fáceis de serem obtidos. Estima-se que o golpe está retirando cerca de R$ 2 milhões por mês dos trabalhadores.

Para o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, é preciso cuidado ao informar dados pessoais. “É preciso evitar divulgar os dados pessoais sem saber se o site ou aplicativo é oficial ou confiável. Sites oficiais não enviam esse tipo de informações através do compartilhamento de mensagens”.

O benefício, diferente do auxílio emergencial, não precisava ser solicitado. Clientes da Caixa receberiam a quantia automaticamente em sua conta. Já aqueles que não quisessem utilizar o dinheiro no momento poderiam solicitar o estorno para o Fundo.

O que é o FGTS emergencial?

É válido ressaltar que o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) emergencial foi uma medida adotada pelo governo para diminuir os impactos da pandemia provocada pelo coronavírus.

Como muitos trabalhadores não teriam acesso ao auxílio emergencial, foi estipulado que seria possível um saque de até R$ 1.045,00 para quem tinha saldo no FGTS.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais