Tudo Bahia
Portal de Notícias

Concurso Ministério da Economia 2020: 39 vagas imediatas

O Governo Federal lançou novo edital com vagas para cargos no Ministério da Economia, 39 delas têm início imediato. Destinada a pessoas que possuem nível superior, a função procurada pelo processo seletivo é de Atividades Técnicas de Complexidade Intelectual. Sendo 37 destinadas a bacharéis em Direito e 2 para graduados em Arquivologia. O Cebraspe será o aplicador do concurso.

Com remuneração de R$ 6.130, os selecionados terão que trabalhar 40 horas semanais e precisam ter pelo menos três anos de experiência em suas áreas de atuação. O edital prevê reserva de vagas para pretos e pardos e candidatos com deficiência.

Concurso Ministério da Economia – Inscrições

As inscrições serão feitas pelo site do Cebraspe, de 14 a 19 de outubro de 2020. No site, os concorrentes terão que preencher um formulário de inscrição e enviar uma foto recente, nos moldes da fotografia do documento de identificação. Além disso, é necessário pagar uma guia de recolhimento de R$ 100. Quem é doador de medula óssea ou é cadastrado no CadÚnico do Governo Federal tem direito a isenção da taxa.

Concurso Ministério da Economia – Etapas

Para conquistar uma vaga no Ministério da Economia, os candidatos terão que passar por duas etapas. A primeira é uma prova objetiva de 130 questões sobre conhecimentos gerais e específicos, a aplicação está prevista para o dia 8 de novembro de 2020 e terá uma duração de 3 horas e meia.

Na prova cairão questões de “certo ou errado” das matérias de Língua Portuguesa, Noções de Informática e Ética na Administração Pública e Legislação. Todo o conteúdo está previsto no Anexo I do edital nº 14/2020. A segunda etapa será uma prova de títulos para quem passar pela primeira fase do concurso. Para confirmação, os candidatos terão que enviar seus documentos pelo site do Cebraspe. A pontuação prevista é de:

  • Doutorado: 2,4 pontos;
  • Mestrado: 1,2 pontos;
  • Especialização: 0,6 ponto por diploma, somando até 1,2 pontos;
  • Aprovação em concurso ou processo seletivo anterior: 0,2 pontos por aprovação, somando até 0,4;
  • Exercício profissional na área: 0,6 ponto por ano completo, somando até 4,8 pontos.

Mais 100 vagas temporárias

O Ministério da Economia através da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital lançou a Portaria número 21.566, que autoriza as contratações de 100 novos funcionários temporários para o órgão. Portanto, existe a possibilidade do lançamento de outro edital.

No documento, a secretaria especificou que os servidores temporários irão fazer “atividades relacionadas à prestação de contas e à tomada de contas especial no âmbito da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade e da Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério da Economia”.

A remuneração dessas vagas ainda não foi divulgada, mas deve ser anunciada em breve pelo Ministério da Economia. A entidade possui um prazo de seis meses, contados a partir de 6 de outubro de 2020, para divulgar o novo edital. Os contratos terão duração máxima de quatro anos. As 100 vagas estão divididas em:

  • 4 vagas para Atividades Técnicas de Complexidade Intelectual na função de Coordenador de Análise de Prestação de Contas Temporário, na SPPE;
  • 48 vagas para Atividades Técnicas de Suporte (nível superior) na função de  Analista de Prestação de Contas Temporário, na SPPE;
  • 8 vagas para Agente de Apoio de Prestação de Contas Temporário, na SPPE;
  • 40 vagas para Atividade Técnicas de Suporte (nível superior) na função de Analista de instauração de Tomada de Contas Especial, na SEPEC;
LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais