Tudo Bahia
Portal de Notícias

AMPLIAÇÃO do Caixa Tem vai oferecer microcrédito, seguros e cartões

Durante a pandemia, 90 milhões de poupanças sociais digitais foram abertas.

A Caixa Econômica Federal pretende ampliar o aplicativo Caixa Tem para oferecer novas funcionalidades, como: microcrédito, seguros e cartões. O aplicativo foi criado em 2019 para possibilitar a inclusão digital financeira e garantir o acesso aos serviços do banco por pessoas de baixa renda em todo país, que representam 80% da base de clientes da Caixa.

Ao longo da pandemia de COVID-19, a Poupança Social Digital do Caixa Tem passou a ser utilizada para o pagamento dos auxílios sociais do governo federal, como o Auxílio Emergencial, o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda (Bem) e o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Estima-se que 90 milhões de poupanças digitais tenham sido abertas de forma gratuita em 2020. Segundo informações do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o banco pretende manter essas contas abertas gratuitamente depois da pandemia.

“Todos os produtos serão mantidos. Todos os produtos gratuitos continuarão gratuitos. E faremos mais”, declarou Guimarães.

Funcionalidades do aplicativo da Caixa

O aplicativo oferece aos usuários a possibilidade de realizar pagamento de boletos, transferências para outras contas, compras com QR Code em lojas físicas ou com o cartão de débito virtual pela internet, cadastro de chaves do Pix e saques.

A ampliação do Caixa Tem vai possibilitar a oferta de novos serviços como: microcrédito, seguros e cartões.

O presidente da Caixa anunciou que a inclusão da concessão de microcrédito na plataforma digital em fase de finalização. Não foram revelados mais detalhes a respeito da oferta de seguros e cartões.

O aplicativo Caixa Tem, até agora, oferece um cartão de débito digital que pode ser utilizado para fazer compras online e presenciais. Cerca de 67,5 milhões de cartões de débito virtual foram emitidos pelo aplicativo durante a pandemia.

Microcrédito

A Caixa Econômica Federal (CEF) pretende liberar R$10 milhões em microcrédito para as pessoas que desejam investir ou abrir negócios próprios. O microcrédito do Caixa Tem deve apoiar os brasileiros após o encerramento do Auxílio Emergencial, que termina neste dezembro de 2020. Essa função deve ficar disponível ainda no primeiro trimestre de 2021.

“O microcrédito não é auxílio. O auxílio é transferência. O microcrédito é um crédito, para aqueles que têm condição de pagar a Caixa de volta”, explicou Guimarães.

Essa funcionalidade é uma estratégia do banco para que ele possa crescer nos próximos anos. A expectativa é 10 milhões de microempreendedores e trabalhadores informais sejam beneficiados com empréstimos de R$ 100, R$ 200, R$ 300 até R$1.000, tudo de forma rápida, simples e digital.

As condições para ter acesso ao microcrédito da Caixa Tem precisam ser observadas pelos empreendedoras. O valor máximo disponível é de R$ 1.000 e pagamento de três a cinco anos. Apesar de ainda não haver uma taxa de juros firmada, o banco informou que ele deverá ser mais acessível que as taxas encontradas no mercado.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais