Tudo Bahia
Portal de Notícias

Novo Bolsa Família deve ter valor mínimo de R$ 300, diz Bolsonaro

Nesta segunda-feira (19/07), o presidente Jair Bolsonaro informou que o novo Bolsa Família deve começar a ser pago em novembro. Segundo ele, assim que forem encerrados os depósitos do auxílio emergencial, o programa deve retornar com valor mínimo de R$ 300.

A informação foi dada pelo próprio presidente em entrevista à TV Brasil. Esse aumento nas parcelas médias, que atualmente estão em torno de R$ 192, representa cerca de 56,25%. “Esse dinheiro vem de onde? Vem dos pagadores de impostos. Tenho que ter responsabilidade com esse dinheiro”, disse Bolsonaro.

O valor reajustado do novo Bolsa Família já havia sido anunciado anteriormente, mas como uma média. Outras quantias chegaram a ser cogitadas, como R$ 250 informado pelo ministro da Economia Paulo Guedes. Um colunista do jornal O Globo chegou a divulgar que o benefício lançado seria de R$ 284.

Novo Bolsa Família ainda não tem financiamento

A equipe econômica havia informado que um valor superior a R$ 250 não poderia ser implementado dentro do teto de gastos. No entanto, na última semana, Bolsonaro enviou um projeto de lei alterando a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021. De acordo com o PL, serão criadas condições para o investimento de recursos em programas sociais.

O presidente também confirmou que o novo Bolsa Família será bancado pelo dinheiro vindo de impostos. Entretanto, isso dependerá de como ficará estabelecida a reformulação do Imposto de Renda. A proposta é de reduzir a alíquota do IR de 20% para 15%. Apesar de estar à frente da reforma, Bolsonaro garantiu que vai vetar o projeto se houver aumento da carga tributária.

“Houve um exagero por parte da Economia na reforma tributária, já está sendo acertado com o relator. Geralmente a Receita (Federal), no meu entender, como é muito conservadora, foi com muita sede ao pote. Eu falei, mesmo sendo projeto meu, se passar no Congresso e chegar para mim aumentando a carga tributária eu veto”, disse Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais