Tudo Bahia
Portal de Notícias

Preço da cesta básica em SP consome quase todo o salário mínimo

Consta uma elevação nos preços dos itens da cesta básica, que chegaram ao valor de R$ 1.077,01 no mês de agosto deste ano de 2021.

A população do Estado de São Paulo está pagando mais caro pela cesta básica, um aumento de 1,15% nos alimentos que chegam na mesa do trabalhador. A pesquisa foi realizada pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Nela, consta uma elevação nos preços dos itens da cesta básica, que chegaram ao valor de R$ 1.077,01 no mês de agosto deste ano. De acordo com a pesquisa, realizada no dia 31 de agosto, o aumento dos produtos da cesta básica impossibilita que o trabalhador consuma todos os itens. Isso porque o salário mínimo recebido é de R$ 1.100,00.

Esses preços elevados da cesta básica já vinham sendo percebidos nos últimos meses. Uma pesquisa do Procon SP, feita no dia 30 de julho desse ano, mostrou que, para comprar todos os itens da cesta básica, o consumidor gastaria R$ 1.064,79. A última pesquisa dia 31 de agosto apresentou uma diferença de R$ 12,22.

Os dados foram levantados com base nos 39 produtos que fazem parte da cesta básica. Em agosto, 23 itens apresentaram alta e 15 produtos contaram com uma diminuição de preço. Apenas um permaneceu com o valor estável. Ainda de acordo com a pesquisa, o grupo de alimentação que apresentou a maior variação foi de 1,25%.

O produto de higiene pessoal teve uma alta de 0,49%; o de limpeza, 0,28%. Confira outros itens que apresentaram alta:

  • Batata, com o aumento no quilo do produto de 27,30%;
  • Limpador multiuso de 500 ml, que teve um aumento de 11,29%;
  • Quilo do frango resfriado inteiro, que subiu 9,98%;
  • Pacote do biscoito maisena, com 200g, teve um aumento de 9,84%;
  • Pacote do biscoito de água e sal, com 200g, que subiu 7,73%.

Já os produtos que apresentaram as maiores quedas foram: quilo da cebola, com redução de 5,83%; quilo do alho foi -5,04%; o pacote de biscoito recheado de 130/150g, com queda de 2,75%; o creme dental, com 90g, teve queda de 2,57%; e o quilo da carne de primeira (-2,50%). Quando comparado o valor da cesta básica no mês de agosto desse ano com o mês de agosto de 2020, o aumento foi de 21,18%.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais