Tudo Bahia
Portal de Notícias

Qual é a gasolina mais cara do mundo? Confira preços atualizados

No ranking mundial do petróleo mais caro do mundo, Brasil ocupa o 90º lugar com um custo médio da gasolina. Saiba mais.

Uma das constantes queixas do brasileiro tem sido a alta nos preços dos combustíveis e, de fato, tem tido aumentos significativos e constantes. Todavia, através de um levantamento da Global Petrol Prices, que monitora toda semana os preços dos combustíveis e energia em 168 países, nós ainda estamos numa posição abaixo do preço internacional. Isso considerando o apanhado dos números.

Os dados da entidade são baseados em indicadores oficiais e foram veiculados pela CNN Brasil. No ranking mundial do petróleo mais caro do mundo, nós ocupamos o 90º lugar com um custo médio da gasolina, conforme dados atualizados, no valor de R$ 6,321. Isso representa um valor de R$ 0,42 abaixo do que é praticado pelo mercado internacional.

Mas, se nosso combustível não está entre os mais caros do mundo, qual país tem o mais elevado valor? A resposta, conforme dados da Global, é Hong Kong, uma das regiões administrativas da China. O país tem o preço do litro de gasolina de R$ 14,454.

Ao todo, são mais de 25 países em que o litro de gasolina ultrapassa os R$ 10,00, sendo que a maioria, 19 deles, ficam no continente Europeu. Os demais países com valor da gasolina mais cara do mundo são Holanda (R$ 12, 401) e Noruega (R$ 12,242). De acordo com a Associação Brasileira de Importadores de Combustíveis (Abicom) essa defasagem está em conformidade com os dados que ela elencou.

A entidade ainda aponta que o valor praticado pela Petrobras nas refinarias encontra-se 13% abaixo do mercado internacional. Isso, em valores, representa R$ 0,50. O Brasil ainda importa do mercado externo aproximadamente 15% de gasolina, haja vista que as refinarias brasileiras atendem apenas cerca de 85% do mercado interno.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais