Tudo Bahia
Portal de Notícias

Grécia reabre a Acrópole de Atenas

Monumento da Antiguidade foi reaberto com a presença da presidente do país.

O monumento mais famoso da Grécia, a Acrópole de Atenas, foi reaberto ao público. O evento ocorreu na segunda-feira (25) e contou com a presidente grega, Katerina Sakellaropoulou. Um forte esquema de segurança foi montado já que havia presença de autoridades.

Além da Acrópole, todos os demais sítios arqueológicos do país também podem voltar a receber visitantes. As atrações estavam fechadas há cerca de dois meses por causa da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Apesar do local ter sido reaberto, foi registrado um baixo número de visitantes. As autoridades acreditam que com o passar das semanas a quantidade de pessoas irá aumentar até chegar o momento em que a movimentação voltará ao normal.

Controle de visitantes

De acordo com a ministra da Cultura da Grécia, Lisa Mendoni, os sítios arqueológicos possuem um novo controle de visitantes. Foram criados painéis de separação em alguns monumentos para se evitar a proximidade entre as pessoas.

Outro detalhe ressaltado é que só será permitida a entrada de guias que estiverem utilizando máscaras. Apesar dos visitantes não serem obrigados, existe a recomendação de que façam uso do objeto. Dentro da vasta lista de obrigações ainda está a distância de 1,5 metro entre as pessoas que deve ser mantida em todos os momentos.

O que é a Acrópole de Atenas?

Erguida na Antiguidade, a Acrópole de Atenas possui alguns dos prédios mais famosos que foram feitos antes de Cristo. Nela, estão localizados, por exemplo, o Partenon e o Erecteion. Acrópole é uma palavra grega que significa cidade alta. As construções de Atenas estão a 150 metros acima do nível do mar, justificando seu nome.

Grécia e o turismo

A Grécia é um país que conta bastante com o turismo para girar sua economia. Além dos sítios arqueológicos, o país ainda conta com praias paradisíacas no Mar Mediterrâneo.

Entretanto, a Grécia passou por uma grave crise econômica nos últimos anos e precisou de ajuda financeira da União Europeia para se recuperar. Quando a economia começou a dar bons resultados, veio a pandemia do novo coronavírus. No momento, o país trabalha com uma nova retomada e conta muito com o turismo.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais