Tudo Bahia
Portal de Notícias

Recorde: fóssil de T-Rex é vendido por US$ 31,8 milhões nos EUA

Nesta terça-feira (06/10), foi leiloado em Nova York um fóssil de um Tyrannosaurus Rex por 32,8 milhões de dólares — o equivalente a mais de 170 milhões de reais! A venda foi organizada pela empresa de artes Christie’s, uma das mais importantes companhias do setor no mundo.

O valor foi quatro vezes maior do que o de um esqueleto de dinossauro vendido anteriormente. A Christie’s tinha uma estimativa inicial de receber entre 6 e 8 milhões de dólares pelo fóssil. O lance final surpreendeu a todos!

Recorde no valor de venda do fóssil de T-Rex

O recorde anterior pertencia a Sue, apelido dado a outro esqueleto de Tyrannosaurus Rex, o FMNH PR 2081. Descoberto em 1990, a Sue foi por anos o fóssil mais bem conservado da espécie. Ela foi vendida em 1997 pela Sotheby’s (uma sociedade de leilão estadunidense) por 8,4 milhões de dólares ao Field Museum of Natural History de Chicago.

Descoberto por Sue Hendrickson, o fóssil sofreu com disputas de posse e acabou sendo leiloado sete anos após sua descoberta para o governo dos Estados Unidos. Sue começou a ser exposta no Field Museum nos anos 2000. Em sua montagem, por conta do peso, o seu crânio original foi substituído por uma impressão 3D e o verdadeiro exposto separadamente em uma peça de vidro. Só no dia de sua abertura, a exposição de Sue recebeu cerca de 10 mil visitantes. O esqueleto conta com mais de 200 ossos.

Stan, o T-Rex mais valioso do mundo

Tyrannosaurus Rex foram encontrados por paleontologistas no último século. Descoberto perto da cidade de Dakota do Sul, em 1987, pelos cientistas do Instituto de Pesquisa Geológica em Black Hills, Stan (nome dado ao esqueleto leiloado nesta semana) possuía quatro metros de altura e 12 de comprimento. Além de pesar cerca de sete a oito toneladas em vida.

Foram necessárias mais de 30 mil horas para a escavação que desenterrou o fóssil e para a sua reconstrução. Stan é composto por 188 ossos e foi usado como molde para esqueletos destinados a dezenas de museus no mundo todo. De acordo com os paleontólogos, Stan teria vivido a 67 milhões de anos atrás, e morreu com cerca de 20 anos de idade.

Apenas fósseis encontrados em terrenos privados, como Stan e Sue, podem ser leiloados segundo a lei estadunidense. A Christie’s não divulgou o nome do comprador de Stan, e seu destino é incerto. Agora, o medo é de que ele vá para uma coleção privada e nunca mais seja visto pelo público de novo. O novo dono é proibido de fazer projeções, impressões 3D e comercializar mercadorias relacionadas a Stan.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais