Tudo Bahia
Portal de Notícias

Quem será vacinado primeiro contra a COVID-19 no Brasil?

Governo divulgou plano de vacinação e ordem de aplicação das doses. Por enquanto, três etapas foram definidas e uma quarta deve ser criada.

Nesta quarta-feira (16/12), o governo federal divulgou o plano nacional de imunização e também definiu quem será vacinado primeiro contra a COVID-19. De acordo com o Ministério da Saúde, haverá prioridade para grupos específicos.

Quem será vacinado primeiro contra a COVID-19?

O primeiro grupo a ser vacinado será composto por profissionais de saúde que trabalham na linha de frente de combate ao vírus. Além deles, haverá prioridade para idosos a partir de 75 anos, indígenas e comunidades ribeirinhas.

Segunda e terceira fase

A segunda fase de vacinação será dedicada aos idosos entre 60 e 74 anos de idade. Já a terceira etapa é para pessoas com comorbidade como diabetes, hipertensão, entre outros problemas que podem agravar seus sintomas ao contrair o vírus.

Outros grupos de prioritários

Em uma eventual quarta fase ficariam os grupos que foram considerados como prioritários, mas que não foram inclusos nas três primeiras etapas. São eles:

  • Quilombolas;
  • Trabalhadores do transporte coletivo;
  • Pessoas em situação de rua;
  • População privada de liberdade;
  • Professores;
  • Profissionais de forças de segurança e salvamento;
  • Profissionais do sistema prisional.

Quando começa a vacinação?

Durante a apresentação do plano de vacinação nacional, o governo evitou em falar sobre uma data para o início da imunização. Até hoje, somente o governo de São Paulo estabeleceu um cronograma no país, com início em janeiro de 2021. Apesar disso, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falou sobre a previsão que possui.

“Se mantido o que o Instituto Butantan e a Fiocruz previam, ou seja, se a fase 3 dos estudos e toda a documentação das fases 1 e 2 forem apresentados e os registros das vacinas forem solicitados à Anvisa ainda em dezembro, nós, possivelmente, teremos as vacinas em meados de fevereiro para dar início ao plano [de imunização]”, disse em entrevista coletiva após o anúncio.

Pazuello questiona “angústia” pela vacina

Durante a divulgação do plano de vacinação e a explicação de quem será vacinado primeiro contra a COVID-19, Pazuello falou sobre a capacidade de imunização do governo brasileiro e questionou angústia pelas doses.

“Vamos levantar a cabeça. Acreditem. O povo brasileiro tem capacidade de ter o maior sistema único de saúde do mundo, de ter o maior programa nacional de imunização do mundo, nós somos os maiores fabricantes de vacinas da América Latina. Pra quê essa ansiedade, essa angústia? Somos referência na América Latina e estamos trabalhando”, disse o ministro.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais