Tudo Bahia
Portal de Notícias

Enem 2020 será adiado entre 30 a 60 dias depois do previsto, decide Inep

De acordo com decisão tomada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Enem 2020 será adiado de 30 a 60 dias posteriores às datas previstas nos editais.

O posicionamento, anunciado em nota oficial desta quarta-feira (20/05), acontece depois de pressões judiciais cobrando o adiamento da prova devido aos efeitos da pandemia.

Muitas escolas tiveram que suspender suas aulas presenciais. Dessa maneira, as consequências da pandemia tendem a prejudicar o desempenho dos participantes.

O projeto de lei n° 1277/2020 já havia sido aprovado pelo Senado Federal na última terça-feira (19/05) e, por sua vez, seguiu para avaliação da Câmara dos Deputados.

Enem 2020 será adiado e as novas datas vão ser definidas por enquete

De acordo com a nota oficial, o Inep decidiu adiar o Enem 2020 nas suas versões digital e impressa. As novas datas vão ser decididas por uma enquete, que será promovida aos inscritos no exame.

Ela será realizada provavelmente em junho, por meio da “Página do Participante”. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, já tinha informado de sua intenção em realizar essa consulta, mas ainda admitia que datas pudessem ser mantidas como estavam.

Ainda de acordo com a nota oficial, as inscrições para o Enem 2020 continuam abertas até às 23h59 desta sexta-feira (22/05).

Posição de Abraham Weintraub

O ministro da Educação se mostrou contrário ao adiamento desde que foi acionado pelos órgãos judiciais e entidades estudantis. No começo de maio, ele chegou a destacar aos senadores que somente reavaliaria a situação em agosto.

Entretanto, na manhã desta quarta-feira (20/05), Weintraub disse que reconsiderou seu posicionamento devido à movimentação promovida pelo Congresso. Ele também informou que ouviu os líderes do Centro para tomar sua decisão sobre o adiamento.

“Diante dos recentes acontecimentos no Congresso e conversando com líderes do centro, sugiro que o ENEM seja adiado de 30 a 60 dias. Peço que escutem os mais de quatro milhões de estudantes já inscritos para a escolha da nova data de aplicação do exame”, escreveu em seu perfil no Twitter.

Acessibilidade

Na última terça-feira (19/05), o Senado Federal já havia aprovado o adiamento do Enem 2020 e dos demais processos seletivos para acesso à educação superior.

Os parlamentares também aprovaram uma emenda para aprimorar a acessibilidade do exame às pessoas com deficiência (PcD), especialmente na versão digital.

De acordo com o autor da proposta, senador Romário (Podemos – RJ), não há previsão de prova em braile, ledor, letra ampliada ou super ampliada, entre outros recursos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais