Tudo Bahia
Portal de Notícias

Evento online de empreendedorismo disponibiliza formação para jovens

A segunda edição do Summit Êxito Empreendedorismo tem como objetivo ajudar e guiar participantes a se conhecerem como profissionais. A programação do evento conta com palestras, painéis e debates voltados para jovens de escola pública que sonham em se tornar empreendedores. Além disso, questões sobre como a pandemia afeta — e vai afetar futuramente — o mundo atual serão levantadas. Este ano, o evento organizado pelo Instituto Êxito de Empreendedorismo será todo online, por conta do distanciamento social, e poderá receber participantes de vários estados do Brasil.

Com mais de 130 palestrantes, o congresso é o maior de empreendedorismo no país. A edição de 2020 tem como tema “Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação em uma sociedade disruptiva”. De acordo com o presidente do Instituto, Janguiê Diniz, o empreendedorismo será abordado em diversas áreas e seguimentos pelo time de especialistas que é diverso. Janguiê Diniz afirmou ainda que o Instituto Êxito de Empreendedorismo já é referência quando se trata do assunto no país. 

Na abertura do evento, Diniz fará uma palestra junto com Guilherme Benchimol, presidente da XP Investimentos. O presidente da Volpato, Eduardo Volpato, e o fundador e CEO da Polishop, João Appilinário, também irão dar palestras no Summit Êxito Empreendedorismo. Outros nomes como Antônio Carbonari Netto, da Anhanguera Educacional; Carol Paiffer, CEO da Atom e José Roberto Marques, fundador do IBC (Instituto Brasileiro de Coach) também são parte da programação. Para conferir todos os palestrantes, acesse o site do Summit Êxito

Empreendedorismo jovem brasileiro

Nos últimos anos, o aumento do crescimento de jovens empreendedores no Brasil chamou a atenção no mercado de trabalho. As startups — empresas conhecidas por seus ideais modernos — ganham cada dia mais espaço no mundo dos negócios, e seus investidores parecem estar dispostas a correr riscos. Mesmo com a pandemia, foram abertas 207% a mais de startups do que nos últimos anos. Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) mostrou que o número de empresas desse tipo no Brasil já é de 12.727. Essa quantidade já influencia todo um sistema de trabalho colaborativo, parques tecnológicos e ambientes de inovação. 

Ainda segundo a Abstartups, em 2020, as empresas geraram bons frutos e a expectativa é positiva para os próximos anos. Com a regionalização de conteúdos e acesso ao mercado em diversos pontos do Brasil, o sistema de startups promove inovações e crescimento constantes. Grandes companhias, nacionais e internacionais, também se tornaram parceiras de vários negócios do tipo, o que resultou em ainda mais retorno de capital nas empresas. 

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais