Tudo Bahia
Portal de Notícias

Mercado financeiro prevê queda do PIB em 2020

De acordo com o mercado financeiro queda do PIB pode ser de 3,34% em 2020.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, o aumento de casos da doença no Brasil levou a um corte nas previsões do mercado financeiro para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2020.

Os economistas do mercado financeiro divulgaram uma diminuição na expectativa para o PIB este ano que, anteriormente previa uma redução de 2,96% e passou para uma queda de 3,34%.

Isso se deve, basicamente, ao fechamento do comércio não essencial e da paralisação de outras atividades em quase todo o país. Isso fez com que novas projeções fossem divulgadas e o número só tende a baixar.

Mercado financeiro prevê recessão no segundo trimestre

De acordo com informações divulgadas pelo banco UBS, a expectativa é de que o Brasil entre em recessão técnica no segundo trimestre de 2020 por, entre outros motivos, as restrições no varejo.

O número de serviços obteve a maior queda desde que as pesquisas começaram a ser realizadas há 13 anos. Todo esse caos financeiro é justificado pelo fechamento de empresas e redução do consumo, em razão das medidas para contenção do novo coronavírus.

Números pelo mundo

Pelo mundo, as expectativas em relação à economia diante da pandemia pelo novo coronavírus não são animadoras. Nos Estados Unidos, por exemplo, durante o primeiro trimestre de 2020, o PIB encolheu a uma taxa anualizada de 4,8%, de acordo com dados escritório de estatísticas econômicas do país (BEA).

No trimestre anterior, a economia do país havia crescido 2,1%.

Na França, o PIB também sofreu uma diminuição no primeiro trimestre de 2020, chegando a 5,8%. Nos últimos meses de 2019, o país já havia sofrido uma retração na economia de 0,1%. E, com os novos números o país entra em recessão técnica.

Já na Itália, o Produto Interno Bruto (PIB) sofreu contração de 4,7% no primeiro trimestre de 2020,  em comparação ao quarto trimestre de 2019. As informações foram divulgadas pelo Istat, como é conhecido o instituto de estatísticas do país.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais