Tudo Bahia
Portal de Notícias

Aplicativo da Caixa libera pagamentos sem cartão na lotérica

No dia 06 de outubro, a Caixa Econômica Federal anunciou uma nova função do aplicativo Caixa Tem para pagamentos sem cartão nas mais de 13 mil unidades lotéricas de todo o país. A operação “Pagar na Lotérica” agora está disponível para todos os usuários do aplicativo.

Segundo informações da instituição, para realizar a transação, o beneficiário deve gerar um código (QR code) de pagamento no aplicativo e efetivar a operação na unidade lotérica. Essa transação pode ser efetuada assim que o valor do benefício for depositado na conta Poupança Social Digital, ainda que a liberação para os saques não tenha sido autorizada.

Com esse novo tipo de operação, os usuários do aplicativo da Caixa pagarão contas de concessionárias (água, luz e telefone), boletos, taxas e tributos, sob a condição de que todas as emissões estejam no nome do titular da conta. A modalidade permite realizar três transações por dia no valor total de até R$ 1.200.

Aplicativo da Caixa

O aplicativo da Caixa foi criado com a intenção de facilitar o acesso de todos os brasileiros aos serviços sociais e a diversas transações bancárias. Nesse período de pandemia, ele tem sido fundamental para evitar aglomerações nas agências físicas.

Por meio do Caixa Tem os beneficiários conseguem acesso às informações do auxílio emergencial, benefícios e programas sociais, sobre o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), PIS (abono salarial), seguro-desemprego e do Benefício Emergencial de preservação do Emprego e da Renda (BEm).

Ampliação da Poupança digital

A Medida Provisória (MP) que amplia o uso da poupança digital para recebimento do abono salarial foi aprovada pelo Senado. Essa medida permite a realização de saques do FGTS e outros benefícios.

Originalmente, a poupança social foi criada apenas para o uso dos beneficiários do auxílio emergencial que não tivessem conta bancária na época. O texto da medida provisória está em processo de aprovação presidencial.

A MP foi aprovada na Câmara na primeira semana de outubro. Apesar disso, o texto original da medida foi alterado no Congresso e por isso ela seguiu para o Senado como um Projeto de Lei de Conversão (PLV).

Esse PLV determina que qualquer banco tem permissão de emitir cartão físico para movimentação da poupança social, algo que era proibido no texto original do Presidente da República.

Além disso, sobre o texto original, o Congresso acrescentou, de uma para três, a quantidade de transferências digitais que o dono (titular) da conta pode realizar por mês sem custos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais