Tudo Bahia
Portal de Notícias

Auxílio emergencial em 2021: Guedes volta a comentar sobre a prorrogação do benefício

Neste mês de outubro, Paulo Guedes voltou a comentar sobre a prorrogação do auxílio emergencial em 2021. O ministro da Economia disse que não existe a possibilidade de viabilizar novos pagamentos para o próximo ano.

“O plano de auxílio e o estado de calamidade se encerram em dezembro. Não há prorrogação da calamidade. Essa articulação pela prorrogação do auxílio não existe. O ministro descredencia qualquer informação nesse sentido”, afirmou Guedes em evento virtual.

Acompanhe a matéria completa e fique por dentro de mais detalhes sobre o assunto. Não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site. Veiculamos as principais notícias nacionais e internacionais para você se manter constantemente atualizado!

“Não podemos explodir o teto de gastos”, diz Guedes sobre a prorrogação do auxílio emergencial em 2021

Apesar de reafirmar o seu compromisso com o teto de gastos, Guedes disse que o “orçamento de guerra” poderá ser acionado caso o país seja novamente afetado por uma pandemia. O ministro da Economia, por outro lado, disse que isso não significa estender o estado de calamidade pública em caráter indefinido.

“Quando a pandemia nos atingiu, nós criamos um regime emergencial. Agora, nós não podemos utilizar a desculpa do regime emergencial para explodir o teto de gastos”, argumentou durante o mesmo evento virtual.

Novo calendário para os reavaliados em outubro

Recentemente, o governo brasileiro divulgou um novo calendário do auxílio emergencial. As datas dizem respeito aos beneficiários que foram reavaliados no mês de outubro de 2020. Ao todo, serão fornecidas cinco cotas de R$ 600 para cerca de 95 mil pessoas.

Com o novo lote, o Ministério da Cidadania disse que o auxílio emergencial conseguiu chegar em 67,7 milhões de pessoas. Isso corresponde a um gasto médio de R$ 230 bilhões.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais