Tudo Bahia
Portal de Notícias

INSS entra em briga com os próprios servidores

O clima dentro do Instituto Nacional do Seguro Social não tem sido dos mais amistosos. Em razão de algumas medidas adotadas, o INSS entra em briga com os servidores. A situação piorou com a publicação de uma portaria que prevê metas a serem atingidas pelos trabalhadores.

De acordo com o Sindicato que representa a categoria, os servidores estão sendo submetidos a jornadas de trabalho ampliadas. Além disso, vêm sofrendo ameaças de redução de salário. Apesar das acusações, o Instituto nega e afirma que uma melhoria no trabalho vem sendo desenvolvida. “Com o aprimoramento e criação de programas”.

INSS entra em briga com os servidores, entenda!

A desavença começou quando o atendimento presencial foi retomado. Muitos servidores questionaram a decisão em razão da pandemia e o fluxo de pessoas que são atendidas nas agências do INSS.

Aliado a isso, a retomada do trabalho dos médicos peritos foi demorada, pois as unidades não haviam passado nas vistorias e não possuíam as condições mínimas de segurança. O retorno dos profissionais está acontecendo agora, de forma lenta e gradativa, após várias ameaças entre a ANMP (Associação Nacional dos Médicos Peritos) e o INSS.

Apesar disso, por todo o Brasil, ainda é grande a fila de espera por um atendimento do médico perito.

No final de setembro de 2020, foi publicada a Portaria nº 1.020, que estabelece uma série de obrigações e metas a serem cumpridas pelos funcionários, agravando ainda mais a insatisfação. Serão cinco mil tarefas realizadas pelos setores, sem ofertar em contrapartida as devidas condições de trabalho. Dentro deste cenário, o Instituto vem sendo acusado de realizar assédio moral contra seus servidores.

Em nota, o Instituto Nacional do Seguro Social alegou que “não há assédio moral no INSS. O que há é a melhoria do trabalho, com o aprimoramento e a criação de programas de gestão, com foco na produtividade, que, inclusive, é pioneiro no serviço público, servindo de case para outros órgãos do funcionalismo federal”.

Sobre o INSS

Atualmente, o INSS conta com 20.056 mil servidores ativos, três mil temporários, no total de mais de 23 mil servidores.

Compete ao INSS a operacionalização do reconhecimento dos direitos dos segurados do Regime Geral de Previdência Social – RGPS que abrange mais de 50 milhões de segurados e aproximadamente 33 milhões de beneficiário. Os números são do Instituto, referentes ao ano de 2017.

Dentre os serviços que podem ser solicitados no Instituto, estão:

  • Aposentadoria;
  • Pensão;
  • Salário maternidade;
  • Seguro defeso;
  • Auxílios.
LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais