Tudo Bahia
Portal de Notícias

O que é o “Passaporte de Vacinação”, que começará a valer no Rio de Janeiro? Entenda

O processo para comprovar a imunização contra a COVID-19 tem sido chamado de “Passaporte de Vacinação”. Saiba os detalhes.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou que todos que forem ao Rio, como turistas ou cidadãos locais, deverão apresentar comprovação de vacinação contra a COVID-19. Para a reabertura das atividades coletivas da cidade, a medida vale em relação aos locais públicos em que exista um número elevado de pessoas.

O processo tem sido chamado de “Passaporte de Vacinação”, que garante que o cidadão esteja imune à transmissão da doença. O prefeito chegou a afirmar que o turista será muito bem-vindo à capital carioca. Porém, que estejam devidamente imunizados. A medida é válida a partir deste mês de setembro e não tem data para encerrar a exigência.

A medida divide opiniões, pois muitos consideram discriminação. Mas, conforme explicitado pelo próprio prefeito, trata-se de uma medida de segurança sanitária diante dos números de casos de infecção. A medida não é exclusividade da cidade do Rio de Janeiro. Outros países, como Estados Unidos e França, adotaram a política de exigência do comprovante de vacina.

Uma das primeiras cidades no mundo a adotarem a medida foi Nova York, capital americana.

“Passaporte de Vacinação” no Rio

A cidade do Rio de Janeiro considerará como comprovante de vacinação:

  • Carteira de vacinação física;
  • Carteira de vacinação digital, fornecida pelo Sistema Único de Saúde – SUS, denominada de Conecte SUS;
  • Declaração em papel timbrado e devidamente reconhecida pelas secretarias de saúde.

Um dos modos mais eficazes é através do Conect SUS, que pode ser baixado gratuitamente em sua loja de aplicativo, tanto para Android quanto para iOS. Após baixar, basta realizar o cadastro e ter acesso a suas informações.

Locais considerados coletivos

A cidade do Rio de Janeiro é extremamente turística e possui muitos locais que atraem o grande público. Esses locais, portanto, são classificados de permanência coletiva e, entre eles, podemos destacar os seguintes:

  • Cinemas;
  • Teatros,
  • Museus;
  • Academias;
  • Salões de jogos;
  • Estádios esportivos;
  • Parques de diversões;
  • Conferências;
  • Bares e Restaurantes;
  • Enfim, uma infinidade de locais que são classificados pela quantidade de pessoas que recebem.
LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais