Tudo Bahia
Portal de Notícias

Comparado a janeiro de 2021, preço da gasolina está 30% mais caro

Considerando o preço da gasolina por estados, o Piauí apresenta o valor mais caro: R$6,64 por litro. Saiba mais detalhes sobre os preços.

O Índice de Preços Ticket Log (IPTL), marca conhecida pela gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred, realizou um levantamento sobre o preço da gasolina. Conforme os dados, o valor está 30% mais caro em comparação com a menor média registrada em janeiro deste ano.

Como aconteceu em agosto de 2021, o início deste mês de setembro registrou, em todas as regiões do país, alta tanto no preço da gasolina como do etanol. O combustível, que custava R$ 4,81 em janeiro, passou a custar cerca de R$ 6,23 nos primeiros dias de setembro. Nesse mesmo período, houve uma alta no preço do etanol de 42%, atualmente numa média de R$ 5,37 nas bombas.

Desde a primeira quinzena de agosto, o preço da gasolina não apresentou reajustes reais nas refinarias. Ao longo desse período, foi registrado um reflexo mais marcante no etanol anidro, que é adicionado a gasolina, que apresentou variação de 1,1%.

Preço da gasolina por estado

Considerando o preço da gasolina por estados, o Piauí apresenta o valor mais caro: R$6,64 por litro. Ao passo que o estado com o preço mais “em conta” foi o Amapá, onde encontram-se postos com gasolina a R$ 5,585.

Agora, quando se fala em aumento do preço médio do combustível, a maior alta registrada foi no estado do Rio Grande do Norte, de 3,77% em comparação com o fechamento de agosto. Nos primeiros dias de setembro, nenhum estado apresentou uma redução no preço dos combustíveis.

Preço do etanol

O estado com valor médio por litro mais alto no país foi o Rio Grande do Sul, com etanol a R$ 6,08. Ao mesmo tempo, em São Paulo foi registrado o valor mais barato deste combustível a R$ 4,81.

Onde o combustível está mais caro?

Comparando com os valores no fechamento de agosto, o Centro-Oeste apresentou a gasolina mais cara, com média de R$ 6,36. Seguido pelo Sul, que teve a maior taxa de alta no país de 2,32%, mas apresentou o menor valor por litro na primeira quinzena de setembro, com combustível a R$ 6,04.

Falando de etanol, o valor mais caro foi verificado na região Nordeste, que apresentou um avanço de 2,23 % comparado com o mês de agosto, agora vendida a R$ 5,54. Já o Centro-Oeste, apresentou o litro mais barato, no valor de R$ 5,01, apesar do aumento de 4,59%.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais