Tudo Bahia
Portal de Notícias

Isenção de IPVA é aprovada no Senado para motos com até 150 cilindradas

O projeto é do Senador Chico Rodrigues (DEM-RJ) e, agora, segue para aprovação no plenário. Saiba mais detalhes.

Elas estão por toda parte e se tornaram um dos meios de transporte mais utilizados na atualidade, sobretudo, pela agilidade e capacidade de fugir dos trânsitos quilométricos. Estou me referindo às motocicletas, que cada vez mais tem sido a opção de milhões de brasileiros.

Nesta quarta-feira (17/11), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou o projeto que permite zerar a alíquota do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores, mais conhecido como IPVA. As motocicletas mais utilizadas são as de 125 e 150 cilindradas e o projeto alcança justamente elas.

Assim, motos com até 150 cilindradas poderão obter a isenção do IPVA. O projeto é do Senador Chico Rodrigues (DEM-RJ) e, agora, segue para aprovação no plenário. Conforme o autor do projeto, as classes C, D e E serão as mais beneficiadas, haja vista que são as que mais utilizam esse meio de transporte.

O relator do projeto, senador Mecias de Jesus (Republicanos – RR), que votou favorável à aprovação, também endossou as palavras do autor e afirmou que se trata de um projeto de grande relevância para quem precisa desse meio de transporte para se locomover.

Os entregadores delivery são os que mais deverão ser favorecidos pelo fato de terem como meio de trabalho suas motocicletas, maioria de 150 cilindradas, pois consomem menos combustível. De acordo com o relator, a redução no preço final das motos de baixa cilindrada pode chegar a R$ 400,00.

O relator destacou, ainda, a importância dessas motocicletas nas regiões menos favorecidas, sobretudo nas regiões rurais e de baixa renda. Falando em números, o senador autor do projeto destacou que entre 2011 e 2018 cerca de 76,6% das motos vendidas são de 150 cilindradas e foram adquiridas por pessoas entre as classes D e E que são as menos favorecidas.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais