Tudo Bahia
Portal de Notícias

Estes 3 erros são os mais comuns na hora de declarar o Imposto de Renda

É melhor ficar atento e declarar certinho, porque senão pode acontecer de você cair na malha fina.

Todo começo de ano é acompanhado pelo ritual de fazer a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Em geral isso leva alguns dias, exige o preenchimento de diversos campos no aplicativo e a contabilização de todo aquele amontoado de recibos guardados ao longo do ano anterior.

Depois de todo esse trabalho, uma das piores coisas que pode acontecer ao contribuinte é cair na malha fina por algum erro ou incongruência na declaração.

Para evitar esse contratempo, e fazer tudo de acordo com as exigências do Leão, separamos os erros mais comuns para serem evitados:

1. Esquecer do aluguel

Como a Receita Federal cruza os dados de todos os contribuintes, caso você tenha um imóvel alugado e esqueça de declarar esse rendimento, quando seu inquilino informar que fez os pagamentos a Receita irá detectar a inconsistência.

O locador deve informar os rendimentos na aba “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física/Exterior”. Também é útil lembrar que alugueres acima de R$ 1.903,98 devem pagar imposto mensalmente.

2. Erros de digitação

Como são muitos campos a serem preenchidos, muitas vezes a pressa leva a erros na digitação dos valores, adicionando ou omitindo zeros, por exemplo.

Assim, caso uma despesa educacional seja de R$ 2.000,00 e acabe sendo declarada como R$ 20.000,00, quando a escola fizer sua declaração, o erro levará a pessoa física para a malha fina.
Então, fique muito atento a cada ponto e a cada vírgula de sua declaração do IRPF.

3. Não apresentar o rendimento dos seus dependentes

Caso seus filhos recebam qualquer valor (como bolsa estágio), isso deve ser declarado. O mesmo vale para aposentadorias e pensões dos genitores ou avós do contribuinte.

Se você acha tudo muito complicado e burocrático, não hesite em procurar uma contadora de confiança para receber todas as orientações necessárias.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais