Tudo Bahia
Portal de Notícias

INSS não tem servidores suficientes para abrir todas as agências

No Rio de Janeiro, 42% das agências da previdência social não estão funcionando em atividades presenciais pois o INSS não tem servidores disponíveis.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está com cada vez menos servidores ativos em seu quadro. Segundo o gerente executivo do órgão no Rio de Janeiro, Caio Figueiredo, no estado 70% dos profissionais do instituto é do grupo de risco à COVID-19, como pessoas idosas, pessoas com doenças crônicas (como a diabetes) e pais com filhos em idade escolar. Por isso, o INSS não tem servidores suficientes para abrir todas as suas agências no RJ.

“A gente entende que existe uma carência da população pelo atendimento presencial. É uma questão cultural, principalmente pela faixa etária atendida. Mas a gente reabriu as unidades de forma parcial, porque não tem servidores suficientes que não sejam grupo de risco”, disse Caio Figueiredo em entrevista ao jornal Extra.

Agências estão fechadas pois INSS não tem servidores disponíveis

No Rio de Janeiro, o Instituto Nacional do Seguro Social possui 97 agências da Previdência Social, entre elas cerca de 42% não estão fazendo atendimentos presenciais por falta de servidores. Segundo Adriane Bramante, do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), a situação do órgão poderia ter sido evitada.

“A falta de servidores é um problema crônico da Previdência, mas se agravou ainda mais na pandemia, o que já era esperado. Está um caos, as pessoas ficam horas esperando para ser atendidas no (telefone) 135. Quando não conseguem, vão às agências, mas não são atendidas sem agendamento”, disse também ao jornal Extra.

Serviços nas plataformas digitais

Segundo Adriane, a maioria dos serviços que geralmente são feitos presencialmente agora podem ser feitas pelas plataformas digitais do INSS. A exceção é a perícia médica, que deve ser feita por um dos servidores do INSS. Mas, muitos aposentados e pensionistas da Previdência Social ainda não estão familiarizados com as plataformas online.

“São 23 milhões de brasileiros sem acesso à internet, e muitas pessoas com analfabetismo digital, idosos que não têm esse traquejo com a digitalização. E não existe servidor algum nas agências para ajudar e explicar para essas pessoas como funciona. Quando conseguem agendar, esses segurados são atendidos, mas precariamente, porque não tem servidor”, relatou Adriane.

Concurso público previsto

O INSS conta com 20.893 servidores em todo o território nacional. Segundo análise da Fenasps – Federação Nacional dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social, o órgão precisa de mais 21 mil em seu quadro de funcionários. Por enquanto, a previsão para novo concurso público do INSS é para 2022. O instituto se encontra em um momento de avaliação do seu quadro de funcionários, e está fazendo levantamento de suas necessidades para novos servidores.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais