Tudo Bahia
Portal de Notícias

Concurso PRF 2021 terá teste físico semelhante ao do certame anterior

Segundo a diretoria da Polícia Rodoviária Federal, o concurso PRF não terá prova de natação e pode incluir teste de agilidade.

O concurso PRF conta com diferentes etapas avaliativas, entre elas estão: provas escritas (objetivas e discursivas), prova de títulos e o Teste de Aptidão Física (TAF). Em coletiva de imprensa, o diretor-executivo da Polícia Rodoviária Federal, José Hott, falou um pouco sobre o TAF. Segundo ele, “é necessária a aptidão física para suportar as exigências do cargo”.

O diretor explicou que a intensão do teste é “selecionar o candidato que preencha as capacidades a desenvolver as competências do cargo de policial”. Hott afirmou também que a prova física contará com os mesmos exercícios realizados no certame de 2018. Dessa forma, os concorrentes deverão realizar séries de:

  • Flexão em barra fixa;
  • Flexão abdominal;
  • Corrida; e
  • Salto na caixa de areia (impulsão horizontal).

Hott afirmou que haverá teste físico no Curso de Formação Policial também, mas o TAF da primeira fase do concurso PRF será de caráter apenas eliminatório. Sendo assim, que não obtiver a pontuação mínima será desclassificado. O diretor também ressaltou que está sendo estudada a possibilidade de acrescentar uma prova de agilidade, que será confirmada no lançamento do edital.

Ele também disse que não haverá prova de natação, uma vez que a maioria das piscinas estão fechadas por causa da pandemia de coronavírus.

Dúvidas acerca do TAF do concurso PRF

Candidatos enviaram dúvidas por meio dos jornalistas que estiveram no evento e a diretora de Gestão de Pessoas da PRF, Silvia Borges, ficou responsável pelas respostas:

  • Será exigido o uso de máscara durante os exercícios? Borges afirmou que “a intenção é que se mantenha o distanciamento”, não sendo requisito o uso da máscara;
  • Concorrentes do concurso PRF poderão usar fones de ouvido durante a corrida? De acordo com a diretora, a autorização ficará a critério da banca. “Existem alguns estudos que dizem que a música aumenta a performance. Mas isso vai depender da análise jurídica da organizadora”, comentou;
  • As flexões serão pronadas ou supinadas? Sílvia não deu certeza e disse que o Grupo de Práticas Básicas de Saúde (CPBS) está discutindo qual será o formato e os candidatos saberão no edital.

O diretor-geral da corporação, Eduardo Aggio, aconselhou os candidatos a treinarem com e sem máscara, sem música e as duas modalidades de flexão. Ele acredita que, dessa forma, os concorrentes estarão bem preparados para diferentes situações. “Treinem nas piores condições possíveis, treinar na pior condição te habilita na melhor condição a ter uma performance melhor”, recomendou.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais