Tudo Bahia
Portal de Notícias

AMPLIAÇÃO do Bolsa Família devem começar a valer já em janeiro

A criação do Programa Renda Cidadã foi inviável devido à falta de recursos

Com o fim do auxílio emergencial e a impossibilidade de implantar o Renda Cidadã, o governo federal vai manter e fazer algumas mudanças no Programa Bolsa Família. A fim de atender mais famílias no país, uma das propostas é a ampliação do Bolsa Família em 2021.

Ao longo de 2020, durante a pandemia de COVID-19, a equipe econômica do governo federal analisou a possibilidade de lançar um novo programa social que substituiria o Bolsa Família. Devido à falta de uma base de financiamento para a criação do Programa Renda Cidadã, a alternativa que tem sido cogitava é a ampliação do Bolsa Família.

Uma das mudanças confirmadas no programa social foi anunciada pela Caixa Econômica Federal. O banco vai criar uma conta poupança digital para os cerca de 9 milhões de beneficiários do Bolsa Família que não têm conta bancária. A digitalização vai permitir que as pessoas atendidas pelo programa acessem seu benefício pelo aplicativo Caixa Tem.

Ampliação do Bolsa Família em valores

Uma das ampliações do Bolsa Família foi o acréscimo de 18% no orçamento para a manutenção do programa social, no valor de aproximadamente R$35 bilhões em 2021.

Além dessa, o governo federal pretende conseguir repassar aos beneficiários um aumento na parcela do auxílio-social. Atualmente, o Bolsa Família paga R$ 192 as pessoas assistidas pelo programa, esse valor deve subir para R$200 em 2021.

Hoje, o programa atende aproximadamente 15 milhões de famílias em todo o país. Com a ampliação do Bolsa Família, o governo federal prevê a inclusão de mais de 300 mil famílias no programa social. Atualmente, a fila de espera conta com cerca de um milhão de pessoas que aguardam o parecer do governo federal.

Outras propostas

Além do aumento no valor do benefício e da inclusão de mais famílias no programa social, existem mais outras propostas sendo analisadas para ser incluídas na ampliação do Bolsa Família. Como:

  • Auxílio-creche mensal de R$ 52 por criança;
  • Prêmio anual de R$ 200 para os alunos com os melhores desempenhos;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para estudantes que se destacaram em ciência e tecnologia;
  • Bolsa mensal de R$ 100, além de prêmio anual de R$ 1.000, para alunos que obtiverem os melhores desempenhos em atividades desportivas;

A proposta do auxílio-creche de R$52 (por criança de até três anos) tem sido questionado. Uma vez que a ideia do auxílio é ajudar no pagamento de uma creche particular (caso a criança não consiga acesso a uma vaga na rede pública), o valor disponível não é compatível com os valores cobrados pelas instituições particulares, tornando esse auxílio ineficaz.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais