Tudo Bahia
Portal de Notícias

Caixa libera empréstimos de até R$ 100 mil para CPFs negativados

Empréstimos serão aprovados sem consulta ao SPC/SERASA, mas vão precisar de itens penhorados ou FGTS

Os brasileiros com CPF negativado, no SPC ou SERASA, poderão pedir para a Caixa Econômica Federal empréstimos de até R$ 100 mil reais. Mas para isso terão que penhorar algum item como garantia ou usar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como caução.

Bens penhorados

No caso de penhor, o valor do objeto penhorado não será maior que o valor total do empréstimo requerido. Caso escolha essa modalidade, o cálculo feito para o penhor é de 85% do valor de mercado da posse penhorada.

Porém a porcentagem ainda não é garantida, a Caixa estuda aumentá-la para 90%. Se o cliente não pagar as parcelas, os bens podem vir a ser leiloados.

Quem já possui itens penhorados pela instituição financeira, e têm um bom histórico de pagamento, poderão renovar o penhor dos bens e chegar até 130% do valor do item. Poderão ser penhoradas joias em ouro – de no mínimo 12 quilates -, metais nobres (prata e platina), diamantes lapidados, pérolas, relógios, canetas e pratarias (com valor reconhecimento). Para penhorar siga as seguintes etapas:

  • Encontre uma agência com Penhor;
  • Leve seus bens para avaliação;
  • Apresente os seguintes documentos: RG, CPF (em situação regular na Receita Federal) e comprovante de residência;
  • A Avaliação do bem é feita na hora, por um funcionário especializado da Caixa;
  • Indicação de prazo de contrato (o solicitante escolhe o prazo de contrato, mas pode renovar sempre que quiser);
  • Renovação: para renovar é só solicitar a emissão do boleto pelo fone 0800 726 8068, opção 2, ou utilize os terminais de autoatendimento Caixa;
  • O dinheiro do bem penhorado é recebido na hora;
  • Após pagar o empréstimo, o bem pode ser resgatado.

Para mais informações acesso o site de penhores da Caixa Econômica Federal.

Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)

Optando pela garantia do FGTS, o cliente têm as parcelas do empréstimo retiradas diretamente da conta do fundo (caso não pague nas datas corretas).

A porcentagem cedida nesta modalidade é de 10% do saldo disponível no FGTS, e de 40% no caso de multas por demissão sem justa causa.

Entretanto, a empresa onde o solicitante trabalha deverá ter aderido ao serviço. Para ter essa informação, entre em contato com o Departamento Pessoal ou Recursos Humanos da instituição onde trabalha.

Para solicitar o empréstimo, o cidadão deve ir até uma agência da Caixa Econômica Federal portando carteira de identidade, CPF, comprovante de situação regular na Receita Federal (que pode ser solicitado neste link) e comprovante de residência.

você pode gostar também

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais