Tudo Bahia
Portal de Notícias

Auxílio emergencial no Amapá poderá ser prorrogado; entenda

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pediu pela prorrogação do auxílio emergencial no Amapá. Em anúncio feito nesta quinta-feira (12/11), ele disse que a população do estado precisa ser devidamente amparada pelo governo federal. As cidades ainda não tiveram “100% da energia reestabelecida” em nove dias de apagão.

“A população está sofrendo e precisa de ajuda e de respostas efetivas. Solicitei ao presidente Bolsonaro e ao ministro Paulo Guedes que o auxílio emergencial seja prorrogado no Amapá”, informou.

Presidente do Senado solicitou a prorrogação do auxílio emergencial

De acordo com Davi Alcolumbre, a prorrogação do benefício seria uma maneira de amenizar os prejuízos causados pelo apagão no Amapá, que afetou 90% da população do estado. Lembrando que os repasses do auxílio emergencial de R$ 300 vão terminar provavelmente em dezembro de 2020.

“A situação aqui é dramática. Os amapaenses perderam a comida de um mês, tudo estragou nas geladeiras. As pessoas estão sofrendo. É dever do Estado socorrê-las”, escreveu Alcolumbre em suas redes sociais. A solicitação do presidente do Senado aconteceu após o adiamento das eleições municipais em Macapá, capital do estado.

Ainda nesta quinta-feira (12/11), a assessoria de Alcolumbre também divulgou que será solicitada uma “investigação à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal sobre as causas do incêndio na subestação de energia que provocou o apagão”.

“Um laudo preliminar da Polícia Civil informa que aparentemente não foi um raio que causou o acidente, contrariando todas as informações anteriores. O pedido do presidente do Senado visa esclarecer o que aconteceu e estabelecer a verdade dos fatos”, informou o comunicado da assessoria.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais