Tudo Bahia
Portal de Notícias

Auxílio emergencial: 8ª parcela do Bolsa Família; calendário completo

Governo liberou o calendário para quem recebe pelo Bolsa Família. Depósitos começaram no dia 17 de novembro de 2020.

Fique atento aos dias de pagamento do auxílio emergencial: calendário da 8ª parcela do Bolsa Família. As datas já foram divulgadas! O primeiro depósito foi feito no dia 17 de novembro de 2020, conforme o final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários.

Vale ressaltar que é possível sacar o dinheiro em agências da Caixa Econômica Federal, rede de lotéricas e correspondentes bancários.

O auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família é pago de forma automática e não é necessário que haja pedidos, pois o governo utiliza a mesma conta do programa de transferência de renda.

Portanto, confira logo a abaixo o calendário da oitava parcela:

8ª parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família

Data do pagamentoBeneficiário do Bolsa Família
17 de novembroNIS final 1
18 de novembroNIS final 2
19 de novembroNIS final 3
20 de novembroNIS final 4
23 de novembroNIS final 5
24 de novembroNIS final 6
25 de novembroNIS final 7
26 de novembroNIS final 8
27 de novembroNIS final 9
30 de novembroNIS final 0

9ª parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família

Também já estamos adiantando o calendário da nona parcela, assim você poderá se programar para quando sair. Esta, por enquanto, será a última parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família. Veja:

Data do pagamentoBeneficiário do Bolsa Família
10 de dezembroNIS final 1
11 de dezembroNIS final 2
14 de dezembroNIS final 3
15 de dezembroNIS final 4
16 de dezembroNIS final 5
17 de dezembroNIS final 6
18 de dezembroNIS final 7
21 de dezembroNIS final 8
22 de dezembroNIS final 9
23 de dezembroNIS final 0

Auxílio emergencial: como saber quantas parcelas irei receber?

A quantidade total de parcelas do auxílio emergencial que um beneficiário poderá receber está diretamente relacionada com o mês no qual recebeu a primeira parcela.

Sendo assim, nem todo mundo terá direito a receber as nove parcelas do auxílio emergencial.

Confira abaixo quantas cotas você poderá receber:

  • Quem recebeu a primeira parcela em abril de 2020: nove cotas (cinco de R$ 600 e quatro de R$ 300);
  • Quem recebeu a primeira parcela em maio de 2020: oito cotas (cinco de R$ 600 e três de R$ 300);
  • Quem recebeu a primeira parcela em junho de 2020: sete cotas (cinco de R$ 600 e duas de R$ 300);
  • Quem recebeu a primeira parcela em julho de 2020: seis cotas (cinco de R$ 600 e uma de R$ 300).

Novas regras do auxílio emergencial

Além das regras antigas para concessão do auxílio, um novo grupo de pessoas não receberá o benefício nas seguintes condições:

  • Quem veio a falecer (descendentes não receberão as parcelas);
  • Quem tem menos de 18 anos (exceto mães);
  • Conseguiu emprego durante os pagamentos do auxílio emergencial;
  • Preso em regime fechado;
  • Mora fora do Brasil;
  • Até 31 de dezembro de 2021, tinha bens de qualquer natureza em valores superiores a R$ 300 mil;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2019;
  • Ganhe mais de meio salário mínimo e a renda da família seja maior que três salários;
  • Recebeu algum tipo de benefício, exceto Bolsa Família (previdência, seguro-desemprego, entre outros).

Renda Cidadã é cancelado; Bolsa Família pode ser ampliado

Segundo informações preliminares, o governo federal teria cancelado o programa Renda Cidadã por tempo indeterminado. Com isso, a equipe econômica pensa em ampliar os repasses atuais do Bolsa Família para mais beneficiários. Hoje, o programa atende 14,2 milhões de unidades familiares.

O governo acredita que pelo menos três milhões de brasileiros vão precisar continuar recebendo algum tipo de assistência a partir do começo de 2021, já que os repasses do auxílio emergencial possivelmente vão deixar de existir.

O auxílio, que foi transferido durante a pandemia da COVID-19, garantiu recursos para mais de 67 milhões de pessoas. Até o final de 2020, o auxílio emergencial vai ter um custo estimado em R$ 590 bilhões para os cofres públicos.

LEIA TAMBÉM

Bolsa Família será pago pelo Caixa Tem a partir de dezembro; veja como vai funcionar

A partir de dezembro de 2020, os inscritos no Bolsa Família vão passar a receber suas parcelas por meio de poupanças sociais digitais. As quantias, sem nenhuma tarifa adicional, poderão ser movimentadas pelo app Caixa…

Como usar FGTS para amortização de financiamento de habitação

O Fundo de Garantia do tempo de Serviço (FGTS) é um direito de todo o trabalhador. Com ele, o cidadão possui diversos benefícios, como usar seus recursos para comprar a casa própria. Por isso, confira como usar FGTS para…

Valor do Bolsa Família: como as parcelas são calculadas pelo governo federal?

Aprovado em 2004, o Bolsa Família é um programa assistencial para transferência de renda direta. As parcelas, com valor variável, são depositadas às unidades familiares em situação de extrema pobreza (renda por pessoa de…

INSS prolonga suspensão de prova de vida e retorno só ocorrerá em 2021

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou mudanças para aposentados e pensionistas. Segundo o comunicado, o INSS prolongou suspensão de prova de vida e retorno só ocorrerá em 2021.Portanto, todas as…

FGTS emergencial: R$ 7,9 bilhões não foram movimentados; veja prazo final para solicitar

O calendário para os saques do FGTS Emergencial, no valor máximo de R$ 1.045, foi executado a partir de junho de 2020 e terminou neste mês de novembro. Durante o período, a Caixa transferiu as quantias pelas poupanças…

Novo Bolsa Família: relator quer apresentar mais de uma opção ao Senado

O senador Márcio Bittar (MDB-AC) está elaborando uma proposta de emenda constitucional, com o objetivo de encontrar brechas para o financiamento do novo Bolsa Família. Conforme informações preliminares, o relator quer…

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais