Tudo Bahia
Portal de Notícias

Com o fim do auxílio emergencial, 22 milhões devem ficar sem benefícios

Somente os remanescentes do Bolsa Família, que já recebiam o benefício, foram contemplados com o novo programa (Auxílio Brasil). Saiba mais.

O último saque do auxílio emergencial foi liberado nesta sexta-feira (19/11) e muita gente compareceu às agências da Caixa Econômica Federal para retirar o valor de até R$ 375. Com isso, restam agora cerca de 22 milhões de órfãos do programa de transferência de renda, que era uma fonte de sustento.

Ocorre que o novo programa, Auxílio Brasil, não contempla essas pessoas. Somente os remanescentes do Bolsa Família foram contemplados neste primeiro momento. O número corresponde a 14,6 milhões de famílias que recebiam o antigo Bolsa Família, mas o governo promete chegar a 17 milhões.

O auxílio emergencial contemplou 34,4 milhões de pessoas nesta última fase. Agora, a preocupação do governo é com a aprovação da PEC dos Precatórios para conseguir alcançar a meta de zerar a fila do CadÚnico. A proposta já foi aprovada na Câmara dos Deputados e agora segue para o Senado.

Existe uma ala política dentro do governo que tenta emplacar o pagamento de mais uma parcela do auxílio emergencial. Porém, o governo ainda não deu sinais de que possa fazê-lo, sobretudo, por conta do orçamento que não prevê os repasses.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais