Tudo Bahia
Portal de Notícias

Pesquisa aponta Brasil como 3º país com a gasolina mais cara; entenda ranking

Mesmo que os preços tenham subido ao redor do globo, o impacto dessa escalada está mais evidente para o consumidor brasileiro.

Todos sabem o quanto a gasolina subiu nos postos do Brasil. Além disso, pelos meios de comunicação, temos a noção de que os preços dos combustíveis fósseis estão subindo ao redor do mundo. Mas temos como saber onde está custando mais para encher um tanque de carro?

Para fazer essa comparação, a consultoria Oxford Economics pegou o valor de um litro de gasolina e dividiu-o pela renda média diária de diversos países. Assim, é possível estimar quanto pesa no bolso de cada cidadão abastecer um automóvel.

A seguir, trazemos os 10 primeiros colocados no ranking da relação entre o valor do litro de gasolina e a renda média do trabalhador:

  1. Filipinas: 19% da renda diária média;
  2. Indonésia: 13% da renda diária média;
  3. Brasil: 9% da renda diária média;
  4. Paquistão: 9% da renda diária média;
  5. Tailândia: 8% da renda diária média;
  6. México: 7% da renda diária média;
  7. China: 6% da renda diária média;
  8. Bulgária: 5% da renda diária média;
  9. Turquia: 5% da renda diária média;
  10. Portugal: 4% da renda diária média.

Além dessa posição complicada, o futuro não parece ser muito promissor, porque manter os preços estáveis até o final de 2022 não será uma tarefa fácil. Isso porque existem — por enquanto — duas possibilidades para tentar melhorar a situação:

  • A Petrobras abrir mão de um pedaço dos seus lucros para baixar ou manter os valores;
  • O Governo Federal subsidiar o preço com um fundo de estabilização com recursos do orçamento.

Entretanto, nesse momento, nenhuma das duas possibilidades parece viável, porque não haveria tempo hábil para a segunda opção e nem clima político para implementar a primeira.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais