Tudo Bahia
Portal de Notícias

Diretor da Conmebol acredita na volta da Libertadores

Segundo Frederico Nantes Libertadores e Sul-Americana não serão canceladas.

O diretor da Conmebol, Frederico Nantes, demonstrou otimismo com a possível volta da Libertadores. Segundo o mandatário, em entrevista para a Gaúcha ZH, o maior torneio de clubes da América do Sul tem grandes possibilidades de retorno ainda este ano. Ele aproveitou para citar que a Copa Sul-Americana também será retomada.

Nantes afirmou que ainda não há um prazo feito pela Conmebol já que tudo dependerá de como a pandemia de coronavírus irá se desenvolver no continente. No momento, o Brasil é o país com o maior número de casos.

Por conta disso, não foi descartado que o calendário de jogos fosse esticado até o começo de 2021. Normalmente, os torneios terminam até o mês de novembro já que em dezembro costuma ocorrer o Mundial de Clubes da FIFA.

Ele aproveitou para descartar a possibilidade das edições atuais dos torneios serem canceladas. É válido lembrar que a edição atual Libertadores foi paralisada na fase de grupos e a Sul-Americana também está nos estágios iniciais.

Paralisação da Libertadores e outros torneios

Todas as competições de nível profissional organizadas pela Conmebol foram suspensas por conta da pandemia de coronavírus. A Copa América, marcada inicialmente para 2020, foi transferida para 2021. Não se descarta que os torneios sejam retomados sem torcedores.

Retorno da Bundesliga dá esperança

Neste sábado (16/05), a Bundesliga, primeira divisão do campeonato alemão, voltou a ter jogos. Paralisada por mais de dois meses, foi o primeiro grande campeonato a ter bola rolando novamente. Antes dele, a K-League (campeonato da Coreia do Sul) havia retornado.

Porém, apesar do seu retorno, a Bundesliga não teve público nos estádios. Todos os jogos foram de portões fechados e ainda contou com uma rigorosa cartilha de segurança. Os jogadores reservas deveriam se sentar distantes um dos outros e utilizando máscaras. Cinegrafistas, repórteres e outros profissionais envolvidos também precisaram utilizar equipamentos para evitar o vírus.

Somente jogadores em campo e árbitros não precisavam utilizar os equipamentos. Mesmo assim, exames de detecção da doença foram realizados com todos os envolvidos nas partidas.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais