Tudo Bahia
Portal de Notícias

Como manter as crianças ocupadas durante pandemia?

Famílias revelam dificuldades com as crianças em casa em razão do isolamento social.

Como consequência do isolamento social, as rotinas familiares foram alteradas. As crianças já não estão indo para as escolas, realizando alguma atividade extra, passeios ou interagindo com os colegas. Isso faz com que as famílias tenham que se adequar e buscar uma forma de manter as crianças ocupadas em casa.

Para isso, é preciso que os pais organizem e definam uma rotina para que a criança não encare esse período como férias.

Não podemos esquecer que a rotina dos adultos também foi alterada. Hoje se trabalha muito mais home office e as saídas são cada vez mais raras. É um momento importante para estreitar os laços. Por isso, procure explicar a situação complicada que o mundo vive e da importância do enfrentamento disso com o isolamento social.

Tenha uma rotina

A rotina é um elemento importante no dia a dia de uma criança, pois criam sentimentos de estabilidade e segurança. Além disso, elas sentem maior conforto quando conhecem a rotina do seu dia.

Para isso, uma ideia é manter uma agenda diária. Como isso funciona? Bem, especifique os horários para o sono, a alimentação, o banho, a hora de brincar e de estudar. Dessa forma, a criança vai entender que esse período não representa férias comum.

Uma boa alternativa também é começar a inserir no cotidiano da criança algumas tarefas do lar como, por exemplo arrumar os brinquedos e manter o ambiente limpo.

Estudo a distância

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda sobre como lidar com as crianças durante a quarentena. Principalmente sobre o tempo de tela que as crianças ficam expostas, sendo preciso respeitar os limites para cada faixa etária.

As aulas online, principalmente para as crianças mais novas, são importantes para manter o vínculo com a escola e colegas, além de ajudar na rotina da casa.

Passado o período de isolamento social, pós-pandemia, a recomendação é que haja um diagnóstico nos alunos, para identificar o que de fato foi assimilado e aprendido nessa modalidade.

Opções de lazer

As recomendações são de que sejam evitadas as saídas de casa. Por isso, as opções de lazer mais comum não estão disponíveis.

Nesse contexto, vale apelar para filmes, séries ou jogos de videogame, mas nada substitui a experiência de brincar. Segue algumas sugestões de brincadeiras fáceis e criativas:

  • Boliche: com garrafas pet e uma bola de meia ou de tênis, é possível simular uma pista de boliche em casa;
  • Mímica: escreva temas em pedaços de papel e coloque em um pote. Um dos participantes pega um papel e terá que fazer gestos que identifiquem esse tema;
  • Morto e vivo: existe um líder que dá o comando de “vivo” (tem que estar em pé) ou “morto” (estar abaixado). Quem erra a ordem, sai da brincadeira.
  • Forca: nesse jogo tem uma palavra proposta para adivinhar. As informações são a quantidade de letras e o tema. O participante tem que ir sugerindo as letras e, a cada erro,  é desenhado uma parte do corpo do enforcado.

As crianças devem ter uma alimentação saudável

Ter uma dieta balanceada e saudável é essencial para todas as fases da vida. Na infância isso é ainda mais importante, pois é quando a pessoa começa a desenvolver os seus hábitos alimentares.

Durante esse período de isolamento social, é importante que uma alimentação saudável seja garantida. Evite o consumo de doces, frituras e refrigerante.

Além disso, mantenha a alimentação das crianças rica em frutas, legumes, ovos, leite e peixes de água salgada.

Uma dica: torne a hora da refeição mais divertida. Faça com que os pequenos auxiliem na preparação dos lanches e na limpeza dos alimentos.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais