Tudo Bahia
Portal de Notícias

Novo orçamento: como economizar durante a pandemia

Confira dicas para você economizar durante a pandemia de COVID-19 e aprenda a organizar melhor sua vida financeira.

O cenário causado pela COVID-19 fez com que muitos brasileiros precisassem enxugar o orçamento familiar, seja porque sofreram redução de salário, tiveram queda no faturamento (no caso de microempreendedores) ou infelizmente perderam o emprego devido à crise econômica. Economizar durante a pandemia é necessário porque os boletos não param de chegar.

Não é fácil pensar em guardar dinheiro quando a grana está curta ou inexistente, mas nós reunimos uma série de dicas para ajudar você a montar um orçamento de guerra. Ou seja, como economizar e se preparar melhor para uma recessão.

1. Verifique suas contas fixas

O primeiro passo é analisar quais são as contas prioritárias do seu lar, como água, luz, telefone, aluguel, condomínio, comida e até mesmo as dívidas. Por causa do cenário de emergência, as companhias de energia e de saneamento estão estendendo os prazos para pagamento, principalmente para famílias de baixa renda — vale a pena se informar sobre o assunto na sua cidade.

Ao conferir quanto dinheiro você utiliza para essas despesas, você terá uma noção dos gastos mensais que são necessários.

Esse também é o momento para negociar o negociável, por exemplo, o aluguel ou a escola das crianças. Com o dinheiro apertado, é preciso raciocinar melhor o que compensa. Você pode pedir prazo maior ou desconto para o pagamento de mensalidades, principalmente se estiver desempregado. Vale a pena checar se você se encaixa nos critérios do auxílio emergencial.

2. Anote todos os gastos

Coloque num papel todos valores para ter noção é o seu gasto mensal. Na verdade, isso deveria ser um hábito do brasileiro para saber certinho o dinheiro que entra e que sai. Anote tudo mesmo, todas as despesas e receitas, até o pão que você compra de café da manhã na padaria. O ideal é montar uma planilha, porque isso é primordial para ajudar seus gastos e até perceber com o que você gasta mais.

Dessa forma, você vai notar se está gastando mais do que juntando. Bem como, será possível reduzir alguns custos fixos como o plano do celular ou da televisão para algo mais em conta. Existem várias planilhas de controle financeiro na internet que você pode baixar e utilizar.

3. Reúna a família

Economizar durante a pandemia de coronavírus deve ser uma ação coletiva. Por isso, reúna sua família e explique a nova situação e a necessidade dos cortes de gastos. Como diz o ditado “situações extremas pedem medidas extremas”, então é necessário fazer sacrifícios para se adaptar à nova realidade.

Mostre o que cada um pode fazer para ajudar, mesmo que seja diminuindo o tempo do banho para abaixar o valor da conta de água. Se você e sua família são acostumados a pedir comida delivery, por exemplo, é melhor diminuir a quantidade. Cozinhar em casa é uma boa opção de economia e pode se tornar um tempo de qualidade.

4. Gastos com alimentação

O isolamento social deixou muitos em pânico e teve gente comprando o supermercado todo para estocar alimento em casa. Isso não é necessário. Além de ser um gasto excessivo, alguns alimentos podem passar do prazo de validade e serem desperdiçados. Então, compre apenas o necessário.

Se o produto não for perecível e estiver com um bom preço, vale a pena garantir mais de uma unidade. Mas não exagere, porque o valor da conta pode subir e você ainda vai deixar outras pessoas sem acesso aquilo.  Como o recomendado é não sair todos os dias, você pode verificar se os mercadinhos do bairro têm grupos do WhatsApp com ofertas de frutas e produtos de higiene, por exemplo. Vale também perguntar se esses locais fazem entregas gratuitas em domicílio.

5. Cuidado com compras on-line

Comprar on-line é muito divertido, mas na atual situação pode gerar grandes rombos no orçamento. Então, se você quer economizar durante a pandemia, evite entrar em sites de produtos que não são essenciais para não quebrar seu orçamento de guerra. Por exemplo, nesse momento você não precisa de roupa, sapato ou acessórios novos.

Resista aos anúncios que aparecem toda hora nas redes sociais. Os produtos são lindos e chamativos, quando a caixinha chega no correio é uma sensação ótima. No entanto, o valor vai chegar no cartão de crédito.

6. Evite parcelar suas contas

Muito cuidado ao fazer compras no cartão de crédito. Prefira pagar no dinheiro ou no débito e se for gastar no crédito evite ao máximo parcelar as contas. Na hora pode parecer uma boa ideia, contudo pode virar uma grande bola de neve caso uma fatura seja atrasada.

Analise bem todas as opções e relembre do que é necessário ter durante o período de emergência. Se for um gasto desnecessário, melhor nem despender dinheiro. Já se for algo que você realmente precisa e não houver outra alternativa, use o parcelamento. Mas não divida em muitas vezes para não ficar pagando por muito tempo nem precisar lidar com juros.

7. Redução de gastos na rua = poupança de emergência

Se você tem a opção de trabalhar de casa e está recebendo seu salário normalmente, que tal montar uma poupança de emergência? Os gastos que você normalmente tem com gasolina, passeios, restaurantes, cafezinho na padaria podem ser economizados e guardados para eventualidades. Outra dica é investir o dinheiro, no entanto se você nunca fez isso antes, pode deixar esse valor rendendo na NuConta, por exemplo, que tem o rendimento maior que uma poupança comum e você ainda pode fazer transferências para outras contas

Coloque todas essas dicas no papel e faça um mapa de como economizar durante a pandemia de coronavírus. Dessa forma, a montagem de um orçamento de guerra poderá te ajudar em outros momentos e até reformular sua visão financeira.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais