Tudo Bahia
Portal de Notícias

Afinal, existe alguma forma ou posição correta para dormir?

É importante saber formas mais interessantes de dormir para evitar dores lombares, apneia do sono, desconfortos e até cãibras.

O sono é uma das partes mais importantes de nossa vida. É por intermédio dele que conseguimos a reposição necessária de energia. Pessoas que não dormem bem têm uma queda na qualidade de vida. Uma boa noite de sono dura em média 6 a 8 horas, sendo o último o mais ideal e indicado.

Mas não basta dormir. Faz-se necessário saber formas mais interessantes de dormir para evitar dores lombares, apneia do sono, desconfortos e até cãibras. Diante disso, fica aquela dúvida no ar: qual a forma certa de dormir então? Bom, uma das melhores maneiras possivelmente é dormir é de lado.

Até porque, nessa posição, a coluna fica apoiada e numa linha contínua. Existe um segredo para se dormir assim: uso de dois travesseiros. O primeiro apoia a cabeça e o segundo entre as pernas. Para aqueles que gostam de dormir de barriga para cima, existem algumas desvantagens. Entre elas, a apneia do sono e dores na parte inferior da coluna.

Isso ocorre porque a região lombar acaba sendo muito pressionada. Já a apneia do sono, o famoso ronco, ocorre porque a língua fica posicionada para trás e dificulta a passagem do ar. Dormir nessa posição é recomendado quando ocorrem dores nos ombros, por exemplo. Por isso, é a segunda melhor posição para dormir quando há a impossibilidade de dormir de lado.

Uma das menos interessantes é a posição “de braços”. Algumas pessoas sempre possuem a mania de dormir abraçando o travesseiro. Isso acaba provocando tensão e até dores no pescoço, haja vista que, para conseguir dormir de braços, o pescoço tende a ser mantido de um lado. Também provoca dores na coluna porque não segue sua curvatura normal e acaba provocando as dores por pressioná-la.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais