Tudo Bahia
Portal de Notícias

Cachorros sentem frio? Veja cuidados essenciais durante épocas geladas

Seu pet precisa de atenção extra nos meses mais frios do ano, sabia?

Muitas pessoas ainda acreditam que o fato de um animal poder viver em meio à natureza faz com que, quando domesticado, ele não precise de cuidados especiais. Se você acha que cachorros não sofrem em temperaturas muito baixas, saiba que isso não é nada verdade, pois os cães também sentem frio durante os meses de inverno.

É claro que os cachorros são mais resistentes ao frio e sofrem com os dias mais gelados de uma forma diferente dos humanos. Além disso, algumas raças são conhecidas por se adaptarem bem a temperaturas extremamente baixas, como é o caso do Husky Siberiano, que tem um padrão de pelagem específico para o inverno.

O importante é prestar atenção aos detalhes. Quanto mais peludo for um doguinho, por exemplo, mais resistente ele será às baixas temperaturas, o que significa que os cães pelados ou de pelo curto precisam de atenção redobrada durante o inverno.

Seu cachorro pode dar alguns sinais de que está com muito frio:

  • Tremores;
  • Dormir mais do que o normal;
  • Ficar encolhido em um canto;
  • Demonstrar letargia;
  • Respiração mais lenta;
  • Querer ficar perto das pessoas ou de outros pets.

Além disso, algumas raças são conhecidas por sentirem mais frio também. Entre elas, estão:

  • Boxer;
  • Chihuahua;
  • Pinscher;
  • Galgo Italiano;
  • Boston Terrier;
  • Braco alemão de pelo curto.

Para proteger seu melhor amigo de quatro patas durante os dias mais frios, é importante que ele tenha um lugar seco e quentinho para dormir. Deixe a casinha longe dos locais onde bata muito vento.

As roupinhas de cachorro também ajudam muito, por isso é importante acostumar seu cão a usar esses acessórios desde filhote. Se puder, coloque uma mantinha ou um edredom na caminha do seu cachorro, para que ele se aninhe ali e fique quentinho.

Durante os meses de frio mais rigoroso, diminua a frequência dos banhos e tosas, leve-o passear em ambientes fechados e, claro, sempre que puder, encha seu cãozinho de amor e carinho.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais