Tudo Bahia
Portal de Notícias

Quais são os tipos de prótese dentária que existem? Descubra aqui

O resultado pode ser parecido para quem olha, mas existem muitas diferenças na execução e nos objetivos de cada tipo de prótese.

Os dentes são muito importantes para uma boa alimentação e para a saúde. Mas, além disso, possuem uma grande relevância estética e na autoestima das pessoas, porque eles ajudam a moldar nosso rosto e acabam sendo uma espécie de cartão de visitas.

Para entendermos melhor o que pode ser feito quando alguém perde um ou mais dentes, o Tudo Bahia entrevistou a dentista Tatianne Miguel Costa Santos. Ela é odontóloga formada pela Universidade Federal de Goiás (UFG), com especialização em reabilitação oral e prótese dentária e atualmente trabalha na área de odontologia reabilitadora e estética na Primordialle Oral Clinic.

Para que servem as próteses

Segundo a Dra. Tatianne, as próteses objetivam restaurar a função estética de estruturas dentais que foram perdidas.

Elas podem ser divididas em dois tipos: próteses fixas e próteses removíveis, ambas podendo ser empregadas nas modalidades parciais (quando há perda de alguns dentes) ou totais (quando houve perda de todos os dentes).

Próteses removíveis

Essas estruturas, de acordo com a odontóloga, podem se apoiar nos dentes restantes, quando são parciais. Caso sejam totais, podem ter por suporte o rebordo gengival, ou ainda se sustentarem através de encaixes nos implantes que permitam remoção para higienização.

Próteses fixas

Podem ser as chamadas coroas (totais ou parciais) que são fixadas (coladas) através de um agente cimentante na estrutura que ficou de um dente, servindo para repor a estrutura de um dente que foi perdida ou que precisa ser alterada (para ajustar a cor, por exemplo).

Também podem ser as coroas sobre implante. Nesse caso, a peça é aparafusada ou cimentada sobre um implante instalado, com antecedência na estrutura óssea da boca. Podem substituir desde um dente, até toda a dentição, sendo nesse último caso mais confortáveis e estáveis que as dentaduras.

A dentista ainda explica que os cuidados devem ser os mesmos do que dispensamos para os nossos dentes. As próteses fixas devem ser escovadas e feito o uso de fio dental.

Já as móveis devem ser retiradas para higienização a cada refeição e à noite devem ficar em uma solução de água sanitária (caso tenham grampos metálicos, devem ficar apenas em um recipiente sem água para evitar a degradação do metal).

Por fim, a Dra. Tatianne reforça que, independentemente do uso de próteses, é necessário realizar visitas periódicas ao dentista para profilaxia.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais