Tudo Bahia
Portal de Notícias

Curiosidades sobre o Gin: veja 4 fatos que você não conhecia

A bebida surgiu na Holanda, como um remédio para problemas renais. Mas foi na Inglaterra que ela se popularizou. Saiba mais.

O gin surgiu no século 17, na Holanda. O seu surgimento se deu quando um médico conhecido como Dr. Sylvius pesquisava por um remédio voltado para problemas renais e resolveu aromatizar bagas de zimbro com destilados de cereais. O remédio acabou sendo bastante procurado na época, porque tinha um preço baixo e um sabor agradável.

Como o remédio fez sucesso entre o povo local, logo diversas destilarias se espalharam pela Holanda, fabricando o Genever. Mas, apesar de ter surgido na Holanda, foi na Inglaterra que o gin se popularizou.

Isso ocorreu após a Guerra dos Trinta Anos entre os holandeses e ingleses. Em uma das batalhas dessa guerra, os soldados ingleses perceberam que os soldados holandeses ficavam mais valentes e corajosos depois de tomar um líquido transparente que queimava a garganta.

Os ingleses então apelidaram o líquido holandês de dutch courage (coragem holandesa) e levaram para a Inglaterra garrafas e mais garrafas da nova bebida.

Agora que você já sabe um pouco da história da bebida, confira, a seguir, algumas curiosidades sobre o gin que provavelmente você não conhecia.

1. Gin custava menos que a cerveja

Na Inglaterra, o gin era produzido em grande quantidade e, por isso, ele passou a ter um preço acessível, chegando a custar menos que a cerveja.

O motivo de o gin ter passado a ser produzido – e vendido – em grande quantidade é que o processo de destilar bebidas começou a ser feito em alambiques, acelerando a produção.

2. Ingredientes semelhantes a perfume

Assim como outros destilados, a essência do gin é parecida com um perfume. Isso porque os ingredientes são os mesmos. No gin, são usadas raízes de lírio, alcaçuz e angélica, assim como o perfume.

3. A importância do gelo no gin

O gelo desempenha um papel super importante no sabor do gin. Inclusive, alguns especialistas até afirmam que cada bebida deve ter um formato de gelo específico, como bolsa de gelo, gelo rachado, gelo caseiro, gelo em bloco e bola de gelo.

A justificativa para isso é cada formato de gelo derrete na bebida de um jeito diferente, fazendo com que a água gelada entre em contato de diferentes maneiras com o sabor final.

4. O consumo excessivo de gin na Europa

Após a devastação causada pela peste negra, houve uma grande epidemia de alcoolismo na Europa. Em 1730, mais de 7 mil comércios vendiam gin. Como as pessoas estavam tristes por conta das consequências da doença, elas começaram a consumir a bebida em excesso. Vale notar que o gin possui um teor alcoólico de 80% a 90%.

Para se ter ideia do quão isso ficou marcada na história, obras de artes foram feitas para que o alcoolismo não voltasse a ser uma epidemia. Um exemplo é a gravura “Beco do Gin”, de William Hogarth, que é bastante conhecida nos dias atuais.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais