Tudo Bahia
Portal de Notícias

Que objeto é esse? Nova descoberta em Marte deixa NASA intrigada

A agência espacial divulgou uma imagem de um apetrecho inusitado e que foi fotografado na superfície do Planeta Vermelho.

A NASA, agência espacial dos EUA, publicou na última semana um registro inusitado feito pelo robô Perseverance na superfície do planeta Marte. No clique, podemos ver simplesmente uma folha de papel alumínio, alojada entre algumas rochas.

De acordo com os especialistas da empresa, o material é, provavelmente, parte de uma manta térmica, que foi utilizada como proteção para o Perseverance, enquanto se preparava para pousar no planeta vizinho.

O mais curioso desse registro, ainda conforme os próprios funcionários da NASA, é que a folha de papel alumínio foi achada em uma área que fica a aproximadamente 2 km de distância do ponto no qual o robô fez seu pouso.

A publicação que a NASA fez da foto nas redes sociais veio acompanhada da pergunta intrigante: “Este pedaço pousou aqui depois disso [do impacto] ou foi levado pelo vento?”. A resposta para esse questionamento é simples, na verdade.

A atmosfera do Planeta Vermelho é muito fina e composta, basicamente, por argônio, dióxido de carbono, nitrogênio e uma quantidade ínfima de oxigênio. Os ventos, por lá, podem ser muito intensos durante as famosas tempestades de areia, causando rajadas superiores a 90 km/h! Já pensou?

Possivelmente foi durante um vendaval que o pedaço de alumínio foi arrastado.

Programa de Exploração de Marte

O robô Perseverance pousou em Marte há pouco tempo, em fevereiro de 2022, mais especificamente sobre a cratera de Jezero, uma parte do Planeta Vermelho que, há alguns bilhões de anos, já foi um enorme lago.

O envio do Perseverance faz parte do Programa de Exploração de Marte, um dos queridinhos da NASA. A expectativa é a de que o robô possa coletar dados e nos dar respostas mais claras a respeito da formação do planeta e, claro, dos seus aspectos físicos e geológicos.

Uma das grandes especulações a respeito de Marte tem a ver com o potencial que o nosso vizinh parece já ter tido um dia para hospedar vida. Será que o Planeta Vermelho já foi mesmo algo perto do que é a Terra hoje?

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais