Tudo Bahia
Portal de Notícias

É amor ou paixão? Veja 5 pistas para você diferenciar os sentimentos

Descubra, a seguir, como identificar o que você sente por aquela pessoa especial.

Você com certeza já ouviu por aí que amor e paixão são duas coisas diferentes e, de fato, há conceitos específicos para definir cada um desses sentimentos. Para entender melhor sobre o assunto, recorremos às definições de amor e paixão conforme algumas linhas teóricas da Psicologia, ciência que estuda o comportamento humano.

De acordo com a Associação Americana de Psicologia, o amor pode ser entendido como “uma emoção complexa que envolve fortes sentimentos de afeto e ternura pelo objeto do amor, sensações agradáveis em sua presença, devoção ao seu bem-estar e sensibilidade às suas reações”.

A instituição explica que, embora existam várias formas de amor, esse sentimento tem como base três componentes: paixão, intimidade e compromisso.

A paixão, por sua vez, pode ser definida como “o estado de uma pessoa dominada por um sentimento vivo em relação à outra, a quem considera seu maior bem, com a qual gostaria de estar unida para sempre”. É por isso que a paixão pode ser considerada, muitas vezes, como um primeiro estágio do amor.

Viu só como essas discussões são complexas e um pouco confusas? Para ajudar você a diferenciar esses dois sentimentos, separamos algumas pistas importantes sobre cada um deles. Confira:

Atração x intimidade

A paixão costuma ter a ver com uma atração forte que sentimos por uma pessoa. O amor, por outro lado, envolve, além da atração, o afeto que se sente por conhecer alguém a fundo, com intimidade.

Conexão x confiança

Quando estamos apaixonados, sentimos uma espécie de conexão orgânica, quase mágica, com a outra pessoa. No amor, esse sentimento é substituído pela confiança que é criada entre os dois envolvidos.

Reações químicas

O corpo do apaixonado passa por uma série de variações químicas, responsáveis por produzir sensações como frio na barriga, boca seca, coração acelerado, pupilas dilatadas etc. O amor é muito mais ameno e não depende desses fatores fisiológicos para ser sentido.

Idealização x realidade

O apaixonado enxerga a outra pessoa como um indivíduo perfeito, capaz de suprir todas as suas necessidades.

No amor, essa idealização deixa de existir e finalmente enxergamos a pessoa como ela é, com seus defeitos e problemas, mas sem que isso acabe com o sentimento positivo em relação a ela.

Diferenças de tempo

Há quem afirme que a paixão dura por aproximadamente seis meses. Por isso, o começo dos relacionamentos costuma ser cheio de emoção, com muitos momentos calientes e euforia dos dois lados. O amor, por outro lado, é mais calmo e tranquilo.

Para a Psicologia, o amor só começa quando a paixão acaba. E aí? Agora que você já conhece esses conceitos, consegue dizer se está sob os efeitos da paixão ou se ama mesmo aquela pessoa especial?

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais