Tudo Bahia
Portal de Notícias

5 mentiras sobre cachorros que muitas pessoas ainda acreditam

Por serem propagadas já há um tempo, algumas informações mentirosas sobre os cães são tidas como verdadeiras.

Ao adotar um cachorro, é preciso conhecer os comportamentos e as características do animal para que sejamos capazes de entender os sinais de que está tudo bem com ele ou que ele está sofrendo com algo.

No entanto, algumas informações sobre os cachorros são, na verdade, mentiras, que por serem muito propagadas já há um tempo, costumam ser consideradas como verdadeiras.

Sabendo disso, nós selecionamos 5 dessas mentiras sobre os cachorros que muitas pessoas ainda acreditam. Confira.

1. Os Pit Bulls são cachorros agressivos

Ao contrário do que muitas pensam acreditam, o Pit Bull é um cachorro amoroso, brincalhão e tranquilo. O que o torna agressivo é a forma como ele é treinado. Alguns tutores treinam o Pit Bull de forma errada, contribuindo para a sua hostilidade.

2. Os cachorros são daltônicos

Uma mentira sobre cachorros que muitas pessoas acreditam é que eles só são capazes de perceber preto e branco. Isso é um mito.

Apesar de a visão dos cães não permitem que eles experimentem cores da mesma forma que nós, humanos, experimentamos, eles são capazes de enxergar algumas cores, como amarelo, azul e violeta.

3. Os cachorros podem machucar bebês

Os cachorros podem sentir, de fato, ciúmes com a chegada de um bebê. Mas, eles conseguem conviver normalmente com um recém-nascido.

Para tanto, basta preparar o cão desde a gravidez, com técnicas de adestramento, por exemplo.

4. Os cachorros maiores vivem por mais tempo

Na verdade, os cachorros maiores vivem por menos tempo. A expectativa de vida média de raças maiores é de 8 a 10 anos. Essa expectativa diminui para raças “gigantes”, como a do São Bernardo, que vive em média de 5 a 8 anos.

Para efeitos de comparação, a expectativa de vida de raças de cachorros menores, como o Chihuahua e o Dachshund, é de 14 a 15 anos.

5. A saliva dos cachorros é capaz de curar as feridas do animal

De fato, a saliva é capaz de cicatrizar os ferimentos dos cachorros, por isso até que eles costumam lamber suas feridas. Porém, a depender do machucado, não basta apenas a saliva do cão.

Caso a ferida seja profunda e demore a cicatrizar, a recomendação é levar o animal até um médico veterinário.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais