Tudo Bahia
Portal de Notícias

Quais sintomas físicos e psicológicos que constituem a ansiedade?

Falar sobre saúde mental é muito importante. A seguir, confira a entrevista que o Tudo Bahia fez com uma psicóloga sobre ansiedade.

Antigamente, quando falávamos em ansiedade, pensávamos sempre naquela espera por algum evento, como quando uma criança aguarda a chegada do Natal. Hoje, o termo também se refere à ansiedade patológica, que compromete o bem-estar mental das pessoas e é cada vez mais comum.

O Transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG) também é um diagnóstico feito frequentemente em consultórios psiquiátricos e psicológicos.

Para entender um pouco mais a respeito dos sintomas da ansiedade, o Tudo Bahia entrevistou a psicóloga Ketlin Monteiro Felipe de Oliveira, que atua no ramo de Psicologia Hospitalar e trabalha no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia e no Hospital Estadual de Aparecida de Goiânia Caio Louzada.

Ketlin explica que a ansiedade é uma resposta fisiológica normal e que serve para que as pessoas percebam situações de risco e outras demandas do ambiente.

De acordo com a especialista, a ansiedade se torna um transtorno psiquiátrico “quando sua intensidade, duração ou frequência se tornam desproporcionais e causam sofrimento e prejuízo para o sujeito. Portanto, a ansiedade só será considerada uma psicopatologia quando se tornar uma emoção desagradável e incômoda ao indivíduo, aparecendo mesmo na ausência de um estímulo externo que possa explicá-la”.

A psicóloga comenta que, entre os sintomas físicos mais comuns da TAG, estão:

  • Tensão muscular;
  • Dor;
  • Fadiga;
  • Cefaleia;
  • Queimação no estômago;
  • Taquicardia;
  • Tontura;
  • Formigamento;
  • Sudorese fria;
  • Insônia;
  • Dificuldade de concentração.

Agora, quando levamos em conta o aspecto psicológico do paciente, a ansiedade costuma apresentar outros sintomas, tais como:

  • Preocupação excessiva;
  • Apreensão;
  • Temor pelo pior;
  • Preocupações de difícil controle;
  • Preocupações difusas e excessivas;
  • Hipervigilância;
  • Irritabilidade aumentada;
  • Tensão subjetiva.

Se você se identifica com esses sintomas, não deixe de buscar ajuda psiquiátrica e psicológica. A combinação de medicamentos com a psicoterapia é fundamental para o controle dos sintomas prejudiciais da ansiedade e da TAG.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais