Tudo Bahia
Portal de Notícias

Obras do Porto Sul em Ilhéus são autorizadas por Rui Costa

A construção da ponte sobre o Rio Almada é uma das primeiras obras do Porto Sul, que deve ser finalizado em abril de 2022.

Nesta quarta-feira, 25 de novembro, o governador da Bahia, Rui Costa, visitou o canteiro de obras do Porto Sul, em Ilhéus. No local será construída uma ponte sobre o Rio Almada, com acesso às rodovias BA-001 e BA-262. A obra começa com a construção de vias, instalação de sinalização, pontes, implantação de rede elétrica e de água e outras ações. As informações são do site do Governo da Bahia.

Segundo previsão as obras do Porto Sul devem ser finalizadas em abril de 2022. “Hoje é um marco para o início das obras. A ponte será a primeira edificação desse projeto e, a partir daqui, teremos todo o sistema viário que vai conectar o Porto Sul às diversas rodovias que dão acesso a essa região. Essas obras internas serão concluídas até meados de 2022”, disse Rui Costa.

O evento contou com as presenças do  presidente-diretor da Bamin, Eduardo Ledsham; do  secretário estadual de Infraestrutura,Marcus Cavalcanti; do secretário estadual do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira; da diretora do Inema, Márcia Teles; do presidente-diretor da Eurasian Resources Group (ERG), controladora da Bamin, Benedikt Sobotka; e do diretor nas Américas da ERG, Erik Gaustad.

Obras do Porto Sul

O governador também falou que está acompanhando outra obra importante.”Esta semana estive com o ministro da Infraestrutura para acompanhar o processo de leilão de licitação para a conclusão da Fiol, que falta 25% das obras a serem concluídas, entre Ilhéus e Caetité. Essa licitação trará sentido a esse grande projeto, materializando um sonho não só da região sul mas de todo o oeste e de todo o interior da Bahia. Significa a integração do estado, que trará mais oportunidades de emprego e renda para os baianos”.

As obras do Porto Sul vão ampliar o corredor logístico na Bahia, além de atrair novos negócios para a região. O recurso utilizado pelo Governo do Estado com a Bamin – Bahia Mineração foi de R$2,5 bilhões. A construção vai gerar 400 empregos diretos em seu ápice, e mais 1.200 de empregos indiretos.

Setor de Mineração

Segundo o presidente-diretor da Bamin, Eduardo Ledsham, “essa primeira fase da obra, que vai durar 22 meses, vai suportar todo o crescimento desse complexo portuário, que vai ter capacidade para operar até 40 milhões de toneladas, por ano, não só de minérios, mas também de fertilizantes, grãos e outras cargas. Esse volume, com certeza, vai alavancar o desenvolvimento do estado”.

Marcus Cavalcanti, secretário estadual de Infraestrutura também ressaltou que a obra trará um crescimento além da Bahia. “Além disso, a obra vai gerar crescimento para o centro-oeste do Brasil, que terá um corredor de exportação bastante competitivo e moderno. A Fiol termina ano Porto Sul, então é por aqui que serão escoadas as cargas transportadas pela ferrovia”, disse.

LEIA TAMBÉM

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa política de privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. AceitarLer mais